quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Desejos de Fim de Ano

Queria que minha sogra, em 2009, conseguisse aquela vaga de astronauta que vi na tv.
Assim poderia mandar ela pro espaço.

Feliz 2009 Galera!

E um beijo pra minha sogra!

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Na Garantia

A casa limpa e perfumada, o quarto com iluminação especial, música romântica ao fundo, incenso de flores. Duas taças de champanhe, pétalas de rosa começando na porta até a cama, onde Renato, depois de toda essa preparação, aguardava sua amada com um laço vermelho ao redor de seu corpo nu e uma rosa na boca. A noite de Natal seria especial, a primeira noite juntos. A decepção foi ver Soraya tentar devolvê-lo para a mãe, dizendo que ela não esperava um presente tamanho P.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Natal Luz

A música era umas muitas atrações do festival de Natal deste ano. Todos os turistas se juntaram para prestigiar a bonita apresentação do coral, que formavam a bela Árvore Cantante. Ninguém percebeu a inveja estampada numa outra atração, as inúmeras mudinhas de árvores.

domingo, 28 de dezembro de 2008

Sentimentos #05

Férias é uma viagem intergaláctica, entre universos imaginários e irreais, que nos levam a um mundo pararelo. É uma fuga da realidade, mas com data marcada para volta.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Poupando A Viagem

Todos reconheciam que Almerindo tinha sido um bom menino neste ano. Ajudava a mãe nas tarefas domésticas, ajudava o pai a lavar o carro, só tirava notas boas e parou de brigar com a irmãzinha. Tudo era um plano meticuloso para agradar o Papai Noel e ganhar aquele supervideogame de última geração que ele tanto queria. Imaginava todo o trabalho que o Bom Velhinho tinha para recompensar as boas ações do ano, passando por todas as casas de todos os bons meninos.
Ansioso, o pequeno Almerindo mal conseguia ficar deitado, aguardando a manhã de Natal. Mal o Sol apareceu e lá se foi correndo até a árvore de Natal. Encontrou um grande pacote com o seu nome e o destruiu com toda a força que possuía. Uma bermuda, duas camisetas, meias... e junto com tudo isso, um novo plano.
Resolveu que no próximo ano só ia ser bom com uma pessoa: o Papai Noel. Teria um bom menino a menos para visitar.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Knock Knock!

Who's there?
It's Marcus.
Marcus who???
Oh, I'm sorry. I'm a terrible joker. I'm more like a little tales guy.
Come back tomorrow and try again, please.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Queria sofrer da Síndrome de Peter Pan.

Manhã de Natal, 25 de Dezembro.
Papai Noel, o verdadeiro, está na delegacia.
Dizem que o "delinquente" foi preso tentando roubar uma casa na noite passada.
Foi pego entrando pela chaminé.
Uma criança pura teria um outro entendimento desta cena.
Muito mais mágica.
Quanto mais eu cresço, pior eu fico.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Talento nato

Assistiu vários filmes com as amigas, montou uma coreografia, e escolheu o vestido que usaria. Por dois meses ensaiou passos, giros e saltos. Não mediu esforços para que a apresentação de Natal para a família fosse um sucesso.

E foi mesmo! Uma graça. Todos adoraram.
Todos, menos o pai do menino.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Sentimentos #04

Para os pessimistas, o Natal não passa de uma data comercial. Para os otimistas, é uma fonte rejuvenescedora.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Presentes passados

Éverton adorava as festas de final de ano. Se divertia escolhendo os presentes para os vários amigos secretos, da empresa, da família, dos amigos. Tentava entrar na mente de cada um dos amigos para encontrar aquele item especial. Ao entrar no shopping, parecia um leão no meio de uma savana, farejando a sua próxima compra. Mas se transformava numa fera mesmo depois das festas, com suas novas meias, gravatas e dvds...

domingo, 21 de dezembro de 2008

Neander, o Tal

A hora chegou.
Ele disse: "Casa comigo."
Eu pensei que era cedo demais, mas mesmo assim foi um sonho. Lindo. Aceitei. Quando chegamos no apartamento dele, tirou a bermuda e mostrou a vírgula:
"Casa, comigo".

(por Ricardo Koch Kroeff)

sábado, 20 de dezembro de 2008

Harmonia

Buscava a minha paz interior.
Colocar os problemas para fora.
Tomei um Laxante.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Tentativa e erro

O projeto era fantástico. Obviamente ia estar entre os três escolhidos da comissão julgadora. Tinham se esforçado ao máximo para isso. Ok, nem tanto. O que realmente queriam era o segundo prêmio, um computador com impressora. Infelizmente, tiveram que se contentar com a viagem com tudo pago para um paraíso tropical...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Tragédia

João não conseguia acreditar! Seu mundo desabou naquele instante. Não conseguia parar de chorar, não entendia como aquilo acontecera...justo com ele. Foi tudo muito rápido. Um choque!

Mas realmente, quem poderia acreditar, que em seis meses de postagem, o seu blog não havia sequer uma visualização. João nunca mais se recuperou, ou postou.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

As aparências enganam

Ela estava gostando. Gritava só por gritar mesmo.

(por Luciane Oliveira)

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Espírito Natalino

Todo ano em dezembro Juliana faz a sua parte: doa sangue, deixa passar no caixa do super quem tem menos compras, dá um dinheirinho de bônus para a manicure, deixa os pedestres atravessarem a rua calmamente e entrega presentes para as crianças carentes. Tudo sempre e somente em dezembro. Para compensar as grosserias e barbaridades que faz durante o ano todo.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Criatividade para prolongar o casamento.

Duas vezes por semana, ao meio dia, eles trocam olhares e sorrateiramente deixam o local de trabalho. Escondidos, sem fazer muito alarde. Entram num táxi e vão para o motel mais próximo.
Uma e meia, estão os dois de volta, sentados em mesas distantes, mas podem se enxergar. Ambos de banho tomado. Inevitável não perceber que acabaram de fazer sexo. Ao final do dia, cada um entra em seu carro. E vão para casa. A mesma casa.
No outro dia, o colega pergunta.
-Roger, eu desisto, não entendo, porque todas terças e quintas, tu e tua esposa vão escondidos para um motel?
-Olha, já me perguntei isso, mas tu não sabe como é bom poder transar com uma colega de trabalho e ao chegar em casa contar pra sua esposa e ver ela dar risada.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Festa de fim de ano

Resumo da história, você esta lá, junto com todos seus colegas. Você acaba tomando aquele fogo e vomita todo banheiro.
No outro dia só pensa: -Mas que bela maneira de acabar o ano na empresa que recém entrei.
Evidentemente, você foi o primeiro a ir embora da festa, e esta preocupado com a repercurssão da sua incrível performance.
Surpreendentemente, no outro dia você descobre que não é o assunto da festa.
O assunto é o seu chefe. Ele literalmente salvou a sua pele. Afinal não é todo o dia em que ele dança o créu na velocidade 5 em cima da mesa...

...detalhe, pelado.

sábado, 13 de dezembro de 2008

De olho no horizonte

Precisava se desestressar. Botou os tênis, pegou o mp3 player e saiu. Na primeira esquina, deixou pra trás o amassado do carro. Quinhentos metros adiante, a conta do celular se deu por vencida e logo mais foi a vez do cartão de crédito. Meia hora depois, o chefe e a ex-namorada já não acompanhavam mais o pique. Finalmente, era só ele, o suor e a música, com o futuro mostrando a cara a cada curva.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Sentimentos #03 (Especial)

Parte 01
O Cósmico nunca erra: Tudo o que vem, volta. Para uns, pode ser mais cedo do que para outros.

Parte 02
A Existência confirma: Quem se mete onde não deve, sempre paga o pato.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Biruta

Aquela ventania no aeroporto e ela lá, enlouquecida de uma lado para o outro.
Todos os pilotos antes de decolar davam uma olhadinha para ela.
As vezes tava em pé, as vezes tava caída.
Vestia aquele pano com listras inconfundível.

Em seguida o controlador da torre faz um telefonema.

-Doutor, a paciente aquela, fugiu do seu hospício de novo doutor.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Nauta

Tinha uma âncora na sua vida
Até que um dia resolveu partir de vez e mudar tudo
Parou seu barco na ilha mais linda que havia encontrado e a deixou no fundo do mar
Viveu sem aquele peso que lhe puxava para baixo

(por Renata Moreira)

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Nada de romance

- Adivinha o que eu tenho por debaixo da saia!
Silêncio.
- N-A-D-A! - e sorriu aquele sorrisinho safado que só ela sabe fazer.
- Como você é distraída, amor.

Naquela noite ele foi dormir na sala.

(por Luciane Oliveira)

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Laranja do Céu

Luíza detestava que seus namorados tocassem suas pernas ou suas nádegas. Nem mesmo nos momentos mais íntimos, era sempre com a luz apagada e sem muita mão boba. Mudou de opinião ao encontrar aquele rapaz, professor de leitura Braille.

domingo, 7 de dezembro de 2008

Momento-chave

Ela me pediu uma cópia da chave milhares de vezes
Finalmente, eu fiz

Ela pegou nas mãos
Olhou para a chave
Olhou para mim
E me trancou aqui dentro

Sozinho

(por Ricardo Koch Kroeff)

sábado, 6 de dezembro de 2008

Atrito e Reações

O marido, físico, nada fazia. A esposa, química, continuava gorda. Ele culpava Newton, ela, Lavoisier.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Antes tarde do que nunca...

...já dizia vovô Geraldo no enterro da sogra.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

O dia

Tudo estava estranho naquele dia. Ao acordar, cortou o dedo tentando desligar o despertador. Pegou todos os sinais vermelho no caminho para o trabalho. A manicure só tinha opções na cor tomate. Ao ligar a TV, a onda vermelha já havia tomado conta.

Mais um delicioso dia vermelho na história.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Águas passadas

No auge dos seus 22 anos, Maria era uma mulher linda. A sua pele parecia um pêssego de tão macia e sedosa. Uns diziam que era por causa da natação, seu esporte desde a infância. Outros, que ela bebia mais água do que um camelo. Sua aparência era perfeita, mas seu coração estava em pedaços. Em todo relacionamento, dava com os burros n'água.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Qualificada e com experiência

- Amor, tu podias ir na mesma psicóloga que eu, que tal?
- Mas Rê, isto não seria um problema?
- Claro que não! Ela é bipolar!

Autores: Renata & Guto

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Sentimentos #02

Ir ao dentista é exatamente como deixar o seu carro no mêcanico: sempre tem uma coisinha pra ajeitar. É, na verdade, o exemplo mais concreto da expressão: "Quem procura, acha!".

(Colaboração Eduardo Flores)

domingo, 30 de novembro de 2008

Harakiri

Ao ver aquela menina passar pela sua frente, Hiroshi sentiu seu sangue ferver e pegou o primeiro papel que viu na sua frente. Dobrou, dobrou e dobrou, era a mulher dos seus sonhos. Ao ver aquele coração de papel, Carolina sentiu seu sangue ferver e pegou o presente do menino. Desdobrou, desdobrou e desdobrou, era a propaganda do apartamento dos seus sonhos.

sábado, 29 de novembro de 2008

Catástrofes...

A casa foi levantada com 4 paredes, um telhadinho de duas águas, duas janelas, uma portinha, toda feita em madeira.
Então veio um vento forte e a derrubou.
O que foi isso? Furacão em Capão dos Capões? Tempestades em Santa Catarina? Terremoto na China?
Não, nada disso.
Era só o Lobo Mau soprando a Casa do Heitor.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Vai e vem

Fala-se tanto em crise, em perdas, em falta de dinheiro, que as mães estão pensando duas vezes antes de pegar o carro e levar os filhos para brincar com os amiguinhos. É a pracinha ... fechada para balanço.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Sentimentos #01

Gripe é como um longo congestionamento na saída do trabalho: Seu maior desejo é sair logo da tranqueira, mas não há solução. O segredo é ter paciência, porque só o tempo resolve.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Devaneios

Adorava se perder pela cidade com sua câmera fotográfica. Procurava encontrar um novo ângulo para os locais conhecidos, desbravar um cantinho novo com suas lentes sedentas por belas imagens. Apaixonou-se por uma igreja que não conhecia. Concentrado, completamente absorto, foi se afastando para enquadrar melhor. Finalmente encontrou um novo modo de ver as coisas, como poucos haviam conseguido antes dele. Pena que não tirou muitas fotos enquanto rolava pelas escadarias.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Aflição

Desesperado de dor, praticamente se mijando nas calças, o sujeito entra correndo num banheiro público. Fecha a porta do box escolhido às pressas, baixa o zíper, e, num prazeroso jato de xixi, sente uma sensação incrível de alívio.
Ele estava aflito? Sim, mas ficou muito mais quando foi levado para delegacia, acusado de ser o tarado das redondezas.
Nunca acreditaram na história que ele contou. Qualquer um pego no banheiro feminino poderia dizer que entrou correndo no primeiro lugar que viu porque estava apertado.
Caso encerrado!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

A Praça

Alex passava por aquela praça ao ir para o seu trabalho. Lá, Alex parava por alguns instantes, e em seguida seguia o seu caminho. Na volta, mais uma vez, não tinha como Alex não parar na praça. Todos os dias o mesmo ritual por anos a fio.

- Mas Alex, por que tu não vais pela via secundária, tche!?!
- Secundária?! Onde?!

E assim Alex se livrou daquela maldita praça de pedágio.

domingo, 23 de novembro de 2008

Sacrifício

Agüentou o quanto pode. No início, foi uma mudança gradual, se acostumando com ela pouco a pouco. Chegou uma hora que não conseguia mais sair sem se lembrar da dita cuja. Cada vez que saía com os amigos, sempre que ia ao cinema, ao shopping, lá estava ela em seu pensamento. Percebia que se sentia cada vez melhor por causa dela, estava mais magro, sua pele tinha melhorado muito. Realmente não se importava com os sacrifícios e com as coisas que tinha aberto mão, até aquele churrasco. Ah, aquele churrasco. Picanha no ponto, cerveja gelada, mulherada dançando em volta da piscina. Respirou fundo, pensou nela pela última vez e disse pra si mesmo: "Dane-se a dieta!"

sábado, 22 de novembro de 2008

The Lord of the Rings

Ele fecha os olhos. Mentaliza.

"Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los,
Um Anel para a todos trazer e na escuridão aprisiona-los."

Abre os olhos e enxerga o Padre.

-Podem trocar as alianças, eu vos declaro Marido e Mulher.

O nome dele não é Frodo, mas está tão ferrado como se fosse.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Desejo de Amar

Um frio na barriga. Um beijo estalado. Um abraço gostoso.
Luciana amava todos. Queria tudo.
Sentia-se amada. Feliz. Mas queria mais.

Mais serenatas. Mais rosas. Mais carinho.
Sentia que só ele não bastava.
Começou a se relacionar com outros, e mais outros, e mais outros.
Sem nunca deixar o primeiro.

Alguns podem dizer que ela queria espalhar o seu amor, outros, que desejava dividir sua solidão. E vc, qual sua opinião?

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Super herói

Saiu cedo do seu casebre puxando a sua carroça. Duas ou três quadras dali já começa a encontrar caixas, papelão, latas, e outros artigos que irá revender mais tarde. A todo momento, carros passam raspando ao seu lado. Perto do meio dia, ele pára para descansar numa sobra ao lado de um restaurante. Todos os dias no mesmo restaurante. E todos os dias ele tem a esperança de ser convidado a entrar. Hum, quem sabe amanhã. À tarde volta a vagar pela cidade, à procura de mais material. Mais carros passam raspando. Ao cair da tarde, o nosso herói retorna a sua maloca. E assim encerra-se mais um dia do homem invisível.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Bom menino

Pato.
Xícara.
Janela.
Escafandro.
Sutiã.

Quero ver agora, Papai Noel.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

No fundo do poço.

Roger, saindo da lavoura em que trabalhava, tropeçou numa mandioca e caiu num poço artesiano que tinha por ali. Por sorte, ou azar, ele estava meio vazio, ou meio cheio. De qualquer modo, Roger permaneceu ali, no fundo do poço, por algum tempo. Uns 4 anos, eu diria. Foi resgatado quando escavaram o local para construir uma grande avenida. Ele se alimentou de minhocas e pequenas aves que às vezes caíam por ali. Passou 4 anos tranqüilo. Sem incomodações, sem chefe, sem família interesseira ao seu lado. Quando saiu do poço, descobriu que não tinha emprego, sua esposa já era viuva de outro homem e tinha mais 2 filhos, e que sua marca de bala de goma favorita havia sido extinta. Ao perceber que, agora sim, estava no fundo do poço, Roger não teve dúvida: procurou um aconchegante poço artesiano para se instalar por mais um bom tempo.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Aprendizado

Leandro aprendeu muito com as mulheres que passaram por sua vida. Com Ana, descobriu a sua fruta favorita. Banana. Com Gabriela, viu o mundo dos temperos se abrir. Cravo e Canela. Com Renata, sofreu de verdade. Ingrata. Com Jackie, afogou as mágoas. Tequila. Com Bete viu os filhos crescerem brincando. Balanço.

domingo, 16 de novembro de 2008

15 minutos

É o tempo para um tomar um banho
Escrever um contículo
Ver rapidamente os seus blogs preferidos.

É o tempo que leva para chegar ao seu trabalho.
Para fazer um suco de laranja natural.
De ler uma revista.

É o tempo que precisaram para levar sua bolsa.
E gastarem 7 mil reais em seu cartão de crédito.

sábado, 15 de novembro de 2008

Santo Expedito

Roger estava dentro do estádio, assistindo seu time que estava perdendo a final do campeonato. Foi aí então que ele decidiu rezar para o Santo Expedito. Resultado: seu time virou o jogo e foi campeão.
Semanas depois, descobriu que o jogo foi "comprado". Roger passou a duvidar da eficácia do Santo.
Em uma nova oportunidade, e que agora todos conhecemos, Roger rezou muito para Santo Expedito, pedindo a vitória do Massa no campeonato de Fórmula 1. Por segundos, Massa foi campeão, mas logo veio a nova desilusão com o Santo ao ver Hamilton ultrapassar o adversário.
Dias mais tarde, sua namorada disse que estava "atrasada". Roger então decidiu cantarolar a música mais feliz que conhecia enquanto ia para a farmácia comprar um pacote de fraldas.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Soprando a alegria sincera

Os barcos de madeira no Rio Cândido, navegando, navegando, a navegar a água límpida sob o céu aberto do verão. Senhora Berenice sentada na sua cadeira de praia sobre a areia, tomando champanhe no cálice comprido de cristal, falando baixinho “Eu busco a alegria sincera”. Os peixes coloridos nadando divertidos abaixo da superfície da água. O velho rosto de Berenice refletido nas ondas do rosto do rio. As tartarugas subindo e descendo pedras com a cabeça para fora para respirar. O vento soprando no vestido de Berenice, o champanhe soprando na boca de Berenice, a areia soprando nos olhos de Berenice, a vida soprando nos últimos segundos de Berenice, nos últimos segundos de Berenice, nos últimos, segundos, segundo, último. “Eu busco a alegria sincera...”.

(por Fernando Ribeiro)

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Prioridades

Neste momento sete bilhões, trezentos e quarenta e sete mil pessoas trabalham freneticamente na frente do computador. No mesmo instante, um milhão, setecentas e vinte e oito estão de olho na bolsa de valores, preocupados com suas ações e dividendos. Oitocentas e trinta e oito mil pensam em trocar de emprego. Simultaneamente, uma pessoa interessada em seu desenvolvimento pessoal e cultural lê este mini-conto.

Parabéns.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Convergência de tecnologias

Um dia, o computador simplesmente não ligou mais. Não havia amigo, técnico ou santo que fizesse ele dar sinal de vida. Testaram peça por peça em outros computadores e tudo funcionava. Cometeu suicídio digital. Tudo por causa daquela multifuncional que recusava a configurar-se com ele.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Lei Seca

O carro chegou. Começou a sonhar que estava dirigindo. Parou de beber. Começou a prestar mais atenção no trânsito. Aprende certo com cada erro cometido pelo pai. Freqüenta as aulas teóricas, contribuindo com exemplos engraçados, perguntas imprevisíveis e conta os minutos para, finalmente, ensinar seu pai a tratar melhor o carro da família.

(por Rossana Mativi)

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Medo

Os cachorros latiram intensamente. A senhora teve medo que fosse ladrão, mas, constatado o motivo do estardalhaço, comemorou tranqüila.

- Ainda bem que era só um terremoto.

(por Renata Moreira)

domingo, 9 de novembro de 2008

É sempre assim

Fechei os olhos, depois de ver os fogos de artifício explodindo no céu. Queria guardar aquela sensação gostosa, de ter um ano novinho pela frente.

Quando finalmente abri os olhos, já estava em novembro...

sábado, 8 de novembro de 2008

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Ornitorrinco

Até mesmo Deus teve seus dias ruins.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Fonte Inspiradora

Rossana apaixonou-se pelo jeito de escrever daquele autor. Buscou na Internet cada texto que já havia sido publicado, cada comentário redigido, cada vírgula que saiu daquele teclado. Reconhecia de longe artigos que ele escrevia anonimamente e mantinha uma comunidade no Orkut, atualizando o mundo sobre toda a obra literária do rapaz. Mas tinha que reconhecer: ultimamente, ele tem produzido muito mais, mas a qualidade não era a mesma. Começava a se perguntar se seqüestrá-lo e mantê-lo preso em casa tinha sido uma boa idéia.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

"Yes we can"

Um choro de felicidade. Aquela sensação de que tudo vai dar certo. Parece que não é verdade, está difícil de acreditar. Nunca as pessoas tiveram tanto desejo de participar, de serem ouvidas, de darem seu voto.

Um dia que mudou a história.
O que não muda é a esperança.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Recordações

É como se você estivesse sentado na poltrona de um ônibus, e olhasse através da janela, vendo a paisagem passar. Restam apenas lembranças, como se fossem fotos. Assim são as recordações do passado. E assim aconteceu com o Sr. Gilbertino "O Pipoqueiro".
Na década de 20, ele estava parado ao lado da sua carrocinha, quando um jovem rapaz árabe pediu para tirar uma foto com seu "lambe-lambe".
Ao clicar do botão, uma explosão, e este foi o primeiro atentado suicida que se teve notícias.
Ele reinvindicava contra os altos valores da pipoca daquela época.
Gilbertino, milagrosamente, não morreu, mas perdeu a visão.
Tudo o que sobrou foi uma foto na sua lembraça, de um árabe explodindo.
Que irônico, pra uma pessoa que viu durante muitos anos pipocas explodirem...

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Passeio

Saiu de Madri em direção a Plaza de Toros de las Ventas, desviando a direita na Champs Elysees e contornando o Arco do Triunfo. Logo adiante, avistou Walletjes, o Bairro da Luz Vermelha, contraste perfeito com a puríssima Cathédrale St-Pierre. Em segundos passava por entre as colunas da Acrópole, voando por lugares nunca antes visto. Segurava firme nas orelhas, ultrapassando a velocidade do pensamento a cada virada de página.

domingo, 2 de novembro de 2008

Espaço-tempo

A mais de trezentos quilômetros por hora. Em menos de quinhentos metros. Um grito de campeão, um choro de desespero. Em seis segundos, o mundo se reconstrói.

sábado, 1 de novembro de 2008

Rapidinha

Não estava mais se aguentando.
Queria muito, e queria fazer agora.
Só uma, bem rapidinha.
Estava curioso, fazia tempo já desde sua última vez.

Nem tinha notado, mas estava se comportando como um drogado, um viciado.
Nos seus emails, já escrevia com no máximo 140 caracteres.
Chamava seus colegas de @apelidos
E se dizia íntimo do vitor fasano...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Parada 666

O bêbado dentro do ônibus estava muito cansado e adormeceu.
Perdeu a parada.
Ele deveria ter parado na sinaleira do cruzamento mais movimentado da cidade. Acabou matando todos os seus passageiros. Acordou no inferno.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Vôo ou não vôo?

(Ela tá me olhando ou não?
Tá.
Não, não tá.
Tá, tá, tá.
Não, acho que nã... tá, tá sim.
Aham, tá sorrindo até.
Não, tá normal.
Ei, tá sorrindo sim.
Vou falar com ela.
Não... será?
Isso não vai mudar nada minha vida.
Ela não vai dizer nada.
Eu já pensei demais, a decepção ia ser grande.
Tá, imagina que ela é um quadro e fala.)

Olá, vosmicê tem nome?
Mona Lisa del Giocondo.

(por Ricardo Koch Kroeff)

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Apego

Estava cansado de levar tudo nas costas. Queria muito fugir de casa mas não conseguia.
Vida de caracol adolescente não é fácil.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Abismo

Então, era isso. Não aguentava mais aquela vida. Não queria saber de mais nada. Cansado do trabalho, das contas, dos falsos amigos. Queria deixar tudo isso pra trás, e via pela frente um enorme desfiladeiro. Pensava na queda. Como seria atingir o fundo? Acordaria do pesadelo ou seria o seu fim? Será que não sairia voando como um pássaro no meio do caminho?
Fechou os olhos, abriu os braços, respirou fundo e deu um passo à frente. Sentiu um baque instantâneo. Estava vivo e finalmente encontrara um motivo para viver: uma linda paraquedista caiu dos céus em seus braços.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Relaxamento

Fechou os olhos
Respirou bem fundo, contando até três
Sentiu seu corpo leve, como se tivesse tirado um peso de cima das costas

De repente, todo aquele cansaço foi embora
A dor foi passando, seus músculos relaxando

Não conseguia mais pensar em nada
e tudo ficou azul.

domingo, 26 de outubro de 2008

Audácia

Ele disse:
- Só por cima do meu cadáver.
Tentei não pisar na cara, para não estragar meu sapato novo.

(por Ana Mello)

sábado, 25 de outubro de 2008

Mamãe!

Se ouve o ronco da barriga.
É fome???
Não, é o primogênito que está por vir tirando uma soneca.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Corredor

Rogenildo passou um, passou dois, três, quatro, cinco, passou os 6 anos últimos anos da sua vida indo da sala para a cozinha, da cozinha para a sala, atravessando um corredor. Este, cada ano mais estreito.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Saúvas Salvas

Acordou com uma coceira desesperada nas costas.
Olhou no espelho e percebeu uma elevação em sua pele, como se fosse um formigueiro, daqueles de desenho animado. Olhando bem ERA um formigueiro com formigas carnívoras que entravam e saiam de um local oposto ao do umbigo
Levantou com uma agonia e foi para o chuveiro.
As formigas nao desgrudavam, não morriam, não caiam. O desespero não cessava.
Ateou fogo nas próprias costas e num gesto extremo se atirou do 33º andar onde morava.
A 3 quadras dali uma mãe ralhava com o filho pequeno de 3 anos que jurava ter visto o homem tocha voando para salvar o mundo.

(por Renato Gamboa)

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Ataque certeiro

Sabia exatamente o que fazer. Tinha planejado minuciosamente durante dias todos os seus passos. Tudo o que era preciso estava em seu devido lugar. Cada detalhe tinha sido cuidadosamente pensado para que nada pudesse dar errado. Uma coreografia perfeita estava prestes a ser iniciada, resultando em um evento singular capaz de impressionar qualquer pessoa. Ou melhor, quase qualquer pessoa. Tinha que ter convidado justamente uma garota que tinha alergia aos ingredientes de sua maravilhosa picanha com chuchu e alcachofras...

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Flagra

- Mas o que você fez!!
- Calma, não é o que você está pensando!
- Como assim? Como você pensa em se explicar?? Eu.. eu.. to vendo tudo!
- Mas, mas, mas.... não é tão grave assim! Calma, vamos conversar... vamos nos acertar... eu te amo!
- Você devia ter pensado nisso antes.... antes de comer toda a minha caixa de chocolates de gramado!!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Amigos.

Roger estica sua mão, na intensão de ajudar seu melhor amigo, salva-lo. Os dedos se encostam, as mãos praticamente seguram uma a outra, mas o nervosismo impera. Decisões impróprias acabam por separa-los, e Roger apenas assiste impotente o seu companheiro cair, no que para ele parece ser a escuridão. Por outro lado, não se ouve um grito de desespero. As vezes o que parece ser o fim, simplesmente não é. Deste modo, mesmo sem nunca saber o que aconteceu naquela queda, naquele trajeto onde seu melhor amigo esteve só, Roger reencontra seu parceiro de longa data. Ele parece machucado, meio perdido, atorduado. Então encara Roger e abre um sorriso. Com um forte abraço o amigo diz: Obrigado por nunca ter me abandonado.

domingo, 19 de outubro de 2008

Férias

Rodrigo finalmente conseguiu organizar as férias dos seus sonhos. Juntou os dias de folga a que tinha direito, reservou as passagens, o hotel estava pago, o dinheiro contado. Pegou o táxi, foi pro aeroporto com uma mochila nas costas e uma mala nas mãos. O vôo ia demorar mais um tempo e resolveu passear um pouco pelo saguão. Esbarrou em uma garota, derrubando suas bagagens. Pediu desculpas, ajudou a moça a se reorganizar e foi com ela até o táxi. Colocou as malas dela no porta-mala e ela perguntou:
- Não quer dividir um táxi? Você também acabou de chegar, não é?
Pensou no dinheiro investido, nas horas extras trabalhadas. Viu os últimos anos passarem voando em sua mente. De repente, nada disso tinha importância. Foram as melhores férias de sua vida.

sábado, 18 de outubro de 2008

Crise II

A moça deixa cair a passagem de ônibus no chão e se agacha para apanha-la de volta. Nesse momento, deixa à mostra, seu maravilhoso cofrinho.
O rapaz que passava imediantamente atrás, saca uma moeda do bolso, e gentilmente, deposita no bumbum da senhorita.
A reação é imediata. Ela se vira e coloca um tapa, muito bem dado, na face do rapaz.
Meia hora mais tarde, ele chega em casa e sua esposa pergunta como foi o seu dia.
-Amor, esse mundo ta um caos. Com esse problema financeiro global, nem depositar mais a gente consegue sem se ferrar.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Pique esconde de adulto.

O rapaz diz:
-Seu Orestes, quero pedir a mão da sua filha em casamento.
-Ó! Que beleza Roger! Porque finalmente decidiu assumir esse compromisso?
-Bom, tendo em vista que agora vamos ter um filho, achei por bem ficarmos juntos de uma vez! O que você acha?!?!
-Vou contar até 10, e depois pegar meu 38. Corre!!!

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Crise

É só o que se fala...
Na TV. Nos Jornais. No rádio. Nos emails.Nas conversas.

Mas não se preocupe.
Se você ainda não acompanhou. Espere as cenas dos próximos capítulos, que serão ambientados bem pertinho de você: no seu bolso.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Não se faz mais super heróis como antigamente.

-O Homem de Ferro TAMBÉM é gay!
-O que Robin? O que você disse?
-Batman, o Homem de Ferro também é gay!!! Viva!!! Viva!!! Temos uma amiga nova!!!
-Mas, menino prodígio, você tem certeza disso???
-Sim, tenho! Eu mesmo ouvi ele dizer isso, seu morcegão malvado!!!
-Calma, Robim. Mas o que foi que ele te disse exatamente?
-Ele disse que sentia uma forte atração pelo Magneto!!!

Presentes

Um dia, Vinicius encontrou um pássaro morto ao pé de sua cama. Percebeu o gato se lambendo, olhando fixamente para a ave e depois para seu dono. O rapaz ajoelhou ao lado do gato e agradeceu o presente. Dois dias depois, encontrou um rato morto ao lado de sua mesinha de cabeceira. Lá estava o gato, olhando para o dono e para sua pequena vítima. Novamente agradeceu ao bichano, e saiu pensando que o bicho devia realmente gostar dele, lhe presenteando com suas caças. Então chegou o dia em que viu um pitbull caído em frente à mesa da sala. Olhou com espanto e viu um pequeno papel colado nas costas do pobre animal. Se abaixou para ler e veio o pavor: "Você é o próximo!"

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Finito até que dure

- Geraldo?
- Hum?

- Acabou.

- Como assim?

- Simples. Acabou.

- Quer dizer que tu levantou, abriu a geladeira, e de repente se deu conta que acabou? É isto, Juliana? É isto que estas me dizendo?

- É, mas não é de agora, né... A coisa vem se acabando faz um tempo já... e agora se foi de vez.

- E como é que eu fico, Juliana!? Hein!?

- Ah, come tua granola com leite ao invés de iogurte desnatado.

- Mas é foda...Tá, mas compra mais amanhã! Tu sabe que não vivo sem minha granola com iogurte.

domingo, 12 de outubro de 2008

Era uma vez...

Era terceira vez que ele contava para Joana aquela história. A mesma história. Mas havia algo de estranho. Ela sempre desconfiava, parece que alguma coisa não era verdade. Seu sexto sentido lhe dizia, tentava lhe avisar. Mas o que ela podia fazer? Não queria ir a fundo para saber se era verdade ou não. Se sentia como uma louca, insegura. Odiava viver na dúvida. Preferia mil vezes sofrer ao descobrir uma verdade, do que passar a vida em cima de uma mentira...

sábado, 11 de outubro de 2008

Posicionamento no Mercado

Agemir foi um péssimo aluno na escola. Sempre se deu mal nas aulas de Matemática, onde nunca acertava nada que o professor pedia. Depois de se formar, vagou de emprego em emprego até achar um lugar onde realmente era admirado. Virou caixa de um restaurante chique, onde ninguém prestava atenção na conta e o chefe ficava feliz com seu serviço.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

História da Arquitetura.

-Marcos, me diga: De que classe é esta coluna? Romana, Corinthian, Grega ou Dórica? Pergunta a professora no meio de uma aula prática, no centro de Porto Alegre.
-Não sei professora! Responde o perspicaz jovem, sem pestanejar.
-Como não? Tu já estas em História 6, isso se aprende em história 2!
-É que naquela época eu não tive uma professora tão boa quanto a senhora. Ela nunca me ensinou isso.
-Isso é mentira Marcos. Todos sabem que a professora de História 2 é uma das melhores da faculdade.
-Professora, assim fica difícil. Se sou honesto tu me xinga, se minto tu também me xinga. Como posso me dar bem nessa tua matéria?
-Estudando, oras.
-Quer saber, vou largar a faculdade e aplicar meu dinheiro na bolsa que ganho mais.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Hematoma

Ooooooooooooooops! - disse a enfermeira.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

What?

- Olha, não entendi essa queda tão grande na bovespa!
- É uma questão de falta de crédito. Nos Estados Unidos as dívidas ...

- Veja bem! Isto aqui é o Brasil, poxa!

- Mas Sr. Presidente...

terça-feira, 7 de outubro de 2008

E,m,b,o,r,a.

Rema, rema, rema.

Mora em Roma,
Mora em Bora-Bora.
Mora ao mar.

Era amor.
É amor.

Embora a ame,
Ré ao bar.
Ré ao mar.

Maré boa, maré má.
Maré boa, maré má.

Remo, remo, remo.

(por Ricardo Koch Kroeff)

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Desejos atendidos

Sabrina resolveu comprar uma sanduicheira. No caminho para o shopping center, deparou-se com uma feira de novidades para o lar e resolveu entrar. Foi para a seção de eletrodomésticos, pra ver se encontrava o que queria. Estranhou que estava meio vazio mesmo tendo entrada franca. Percebeu que todo mundo estava em torno de um grande estande roxo, de onde ouviam-se muitos aplausos e gritos de aprovação.
Chegou mais perto e viu um rapaz sentado num sofá, num ambiente que parecia com a sala de uma casa. Ele estava com uma espécie de coroa na cabeca e havia um robô parado num canto. O moço fechou os olhos e o robô saiu correndo, voltando com uma latinha de cerveja. Fechou de novo os olhos e a televisão ligou no canal de esportes. E a multidão de homens vibrava. O vendedor, todo orgulhoso, dizia que seu novo equipamento respondia a todos os desejos do dono.
Pra comprovar o que dizia, chamou Sabrina para testar o equipamento. Nervosa, sentou no sofá e tentou se concentrar em alguma coisa. Primeiro, recebeu um suco de laranja natural. Depois, se lembrou da sanduicheira e o robô saiu correndo até o estande ao lado. Mais relaxada, tentou não pensar em nada. Neste momento, a máquina foi até o vendedor, o ergueu no ar e colocou ele sentado do lado da moça, agora encabulada...

domingo, 5 de outubro de 2008

Eleições

Fui lá, digitei os números e confirmei no verde. O verde da esperança.
Esse maldito botão deveria ser preto.

sábado, 4 de outubro de 2008

Amizades

A amizade é uma plantinha, que deve ser regada todo o dia.
De vez em quando, é preciso podar aqui e ali para que cresça
saudável.


Deletado, deletado, deletada!!!!, deletado, deletada, deletado.



E algumas vezes é preciso extrair o mal pela raiz, de uma só vez!

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

3..

...era a quantidade de estrelas do céu daquela noite
...o número de mensagens que trocavam por minuto
...a quantidade de vezes que mudaram de roupa antes de ir para a festa
...peças de uma no armário da outra
...era a contagem regressiva para entrar no mar gelado
...dúzias de malas que levavam em cada viagem
...litros de caipirinha
...corações
...vezes mais felizes
ainda quando se encontram

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Eduardo e Mônica

Ele torcia pro Grêmio. Ela, pro Inter. Ele trabalhava com números. Ela, com letras. Ele caminhava. Ela pulava. Ele não bebia. Ela fumava. Ele, rock. Ela, tango. Ele, comédia. Ela, drama. Ele, sozinho. Ela também. Unidos pela solidão.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Tempo...

Roger fez o que sempre fazia todos os domingos, comia churrasco na casa da mãe, depois ia para um barzinho com os amigos, bebia uma gelada e voltava para casa encontrar a mulher e a filha. Neste domingo em particular, após a gelada, ele se perdeu numa curva e nunca mais voltou pra casa. Diziam que ele não queria perder tempo para aproveitar bem a vida. Ele agora tem tempo que não acaba... e sua família não vê a hora que esse tempo acabe.

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Que dificuldade...

Mas como era preguiçoso o obstetra Jocenildo. Todas as manhãs era aquele parto para sair da cama.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Tempo

Para pensar.
Para trabalhar.
Para amar.
Para curtir.
Para ser.
Para brigar.
Para chorar.
Para comerçar tudo de novo...
Para sorrir.
Para brincar.

(...)

Para viver.

domingo, 28 de setembro de 2008

Vida nova

Depois de meses de angústia, de alegria, de medo e de desejos incontroláveis, chegara a hora. O longo tempo de sofrimento e a dor que sentia não eram mais importantes, pois via surgir uma nova mulher. Batizou a filha de Maria Vitória.

sábado, 27 de setembro de 2008

ALL IN, ALL IN !!!

Gritava o pai norte americano para seus pequenos yankees, vendo a chuva cair lá fora.
Só se esqueceu que estava numa mesa de poker com os amigos, e isso acabou lhe custando 3 mil dólares, e uma noite mal dormida no sofá.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Revelação

Ele adorava tirar fotos. Carregava a máquina para todos os lados e não descansava até encher o cartão de memória. Uma vez por semana mandava imprimir as suas imagens favoritas. Um dia percebeu que havia uma garota que aparecia em diversas fotos, sempre no fundo. Começou a olhar em volta toda a vez que ia bater uma fotografia e nada. Mesmo assim, na outra semana, lá aparecia a moça. Quem era? O que ela queria com ele?
Ele não tinha como saber, mas ela estava apaixonada. E a cada semana esse sentimento aumentava ao receber mais um serviço de impressão. Ela estava colocando em prática tudo que tinha aprendido naquele curso de Photoshop.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Paixão

É uma delícia.
Não sei se você já sentiu.... Mas é uma sensação gostosa, um friozinho na barriga.
Não sei se o que sinto é platônico ou não.
Também não me importo.
Essa paixão me faz bem, me deixa feliz, me faz sentir viva.

Eu me apaixono todos os dias. Pelas idéias.
Dos outros, minhas, feitas em conjunto. As grandes, as pequenas. As complexas, que mudaram de alguma forma a humanidade, e as simples, que trouxeram um único sorriso.

As idéias simplesmente me fascinam.

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Lunático

- Mas e ae, como foste no teste para Astronauta?
- Bah, rodei no psicotécnico. Desenhei o chão...

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Até que a morte os separe.

-Aceito.
-Então vos declaro operadora e cliente.
-VIVO, pode ferrar, digo, beijar o Marcus.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Pai exemplar

Chegava do serviço de manhã cedo e levava os filhos para a escola. Voltava pra casa, tomava um banho, comia um pão dormido com mortadela e se atirava na cama. Acordava a tempo de buscar as crianças e preparava o almoço com todo o carinho. Enquanto o filho mais velho ajuda a menina no dever de casa, o pai saía em busca de um bico ou de mais um trabalho pra conseguir mais alguns trocados. Voltava, cansado, com um pouco de pão e leite, e ouvia o guri narrando o seu jogo de futebol e via a garota dançando pela casa. Rezavam juntos toda noite ao pé da cama, pedindo dias melhores e agradecendo pela união da família.
E enquanto seus filhos dormiam, protegidos e amados, não acreditava que uma criança dormia no carro que acabara de roubar...

domingo, 21 de setembro de 2008

Sad Day

Everything started all right. She did all the work carefully and patiently. She had been preparing herself so nothing would go wrong. She got there on time, waited for her turn, chose the perfect one, stood still, waited until it was dry. However, she got careless. Her nail was spoiled.

sábado, 20 de setembro de 2008

Tá na mesa, pessoal!

E assim inicia-se mais uma aula de medicina legal.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

A primeira Paraolimpíada

Mas o grande barato mesmo da cerimônia de encerramento das paraolimpíadas foi quando Jesus entrou e ergueu os braços, fazendo todos os paralíticos levantarem e todos os cegos assistirem tal milagre...

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Dor de bolso

"- Sempre que me encontro, me perco...", pensou Vera, esboçando um sorriso meio triste, vendo-se refletida na vitrine de uma loja de sapatos.

(por Gisele Barcellos)

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Dessa pra melhor

E ele se foi. Os amigos ficaram chocados quando ouviram a notícia. Deixava pra trás o trabalho, a casa, o cachorro que ele tanto cuidou. A antiga namorada agora passava as noites chorando. Se perdia em lágrimas quando chegava um novo email com as fotos dos lugares bacanas que ele estava conhecendo sem ela.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Recreação

Com muita audácia e uso de estratégias, o Bispo finalmente comeu a Rainha. Tudo indica que o próximo alvo seria um cavalo.

Romanos...

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

GYM

sometimes I forget...
sometimes I have doubts...
most of the time it hurts...
so now I wonder...

domingo, 14 de setembro de 2008

Golaço!

Cruzamento na área. Ele subiu mais que todos. Um forte testaço. Golaço!
Saiu para comemorar sozinho. A Torcida o vaiava, o hostilizava.
Torcida adversária? Não!
Gol contra.
Mas manteve sua promessa.
-Não saio deste jogo sem fazer um gol...

sábado, 13 de setembro de 2008

Sabedoria chinesa

Depois de dez anos, a turma finalmente se reuniu. Escolheram o novo restaurante chinês que era a sensação do momento. A janta estava ótima, vários pratos diferentes. Pra terminar a noite, biscoitos da sorte. Ninguém percebeu quando Gilberto se arrepiou com a sua mensagem:
"Você não devia ter comido o frango."

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Decepção e percepção

Era um domingo gelado e ele estava nu. Olhou para o lado e percebeu um homem de terno dormindo ao seu lado. Levantou desesperado. Sabia que havia bebido na noite anterior e a dor de cabeça ainda o perseguia. Mas isso não podia ter acontecido. Reconhecia o cara de algum lugar... Corria de um lado pro outro, sem saber o que fazer, até que o rapaz acordou e disse:
- Pára quieto! É só beber que esquece que é gay!

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Até quando?

Ele entrou na cozinha e lá estava ela, completamente imóvel, deitada nua sobre a mesa. Ele se aproximou, a pegou e a levou até o quartinho, colocando-a dentro da caixa junto com as outras.

- Mas quando é que a Cecília vai aprender a guardar as suas Barbies depois de brincar...

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

RX

Foi o melhor sorriso que consegui em uma foto.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Beco Escuro

Ao pulsar de uma centena de corações em sintonia, zumbis atravessavam a noite fria em movimentos desconexos. Hipnotizado pelo sorriso metálico da vampira, sentia nascer um novo homem dentro de si.

A caçada recomeça ao nascer da lua cheia.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Contagiante

Dona Ana saiu de casa feliz da vida: seu filho retornara depois de anos morando fora. Chegou no mercadinho da esquina, mas o balconista a atendeu super mal. Quando chegou na calçada, esbarrou em Julia, que estava distraidamente cantarolando. D. Ana xingou e ainda deu umas bolsadas em Julia, que tentou se desculpar, mas não conseguia. Assustada pegou o 1° ônibus. Um moleque sem querer puxou o seu cabelo, que havia se prendido na mochila nova dele. Julia teve um ataque histérico, e o moleque começou a chorar. Alguém lá do fundo, xingou Julia, afinal, porque fazer isso. Outro concordava com ela, e xingou ainda mais o moleque. O cobrador ficou assustado: era seu 1° dia de trabalho no Br, depois de ter ficado muitos anos fora. Não sabia o que dizer, nem como agir. Só sentia muita raiva de estar ali.

domingo, 7 de setembro de 2008

Altos e baixos

Após 26 anos de casamento, sem, até então, ter cometido qualquer deslize, o trapezista largou a mulher. Ela passa bem.

sábado, 6 de setembro de 2008

MSN (2)

Jorginho vê o nick do amigo onde diz:

Roger - No Banho - ocupado...

Quando na verdade Roger está trancado no banheiro, tendo sérios problemas com o mocotó do meio dia.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

MSN (1)

Ela e o namorado acabaram faz uma semana. Ela está arrasada, não come direito, não dorme direito, não estuda direito, mal fala direito. Não quer fazer nada. Não quer sair da cama, muito menos de casa. Deprê total.

Então ela decide ir para o computador. E nesse momento, sua melhor amiga, do outro lado da cidade, que está usando o MSN lê:

Carol - Vida nova e muito feliz!!! acabou de entrar...

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Quebra Cabeça

Monta daqui, quebra de lá
pensa, pensa, pensa
escreve, discute, debate consigo mesmo
olha, pesquisa, procura
sente agonia, ansiedade, tesão
olha de novo, discute mais, escuta mais um pouquinho

Até que... ufa, enfim uma idéia!

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Cores e sabores

Na segunda, só se servia de comidas de cor amarela: massa, purê de batata, batata frita, um pedacinho de queijo. Na quarta, era o dia do vermelho: aquela picanha mal-passada e uma saladinha de tomate. Na sexta, tudo verde: saladas e mais saladas, com uma massa ao pesto.
Para compensar tudo isso, no sábado bebia todas e via tudo colorido.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Sortudo!

- Mas que sorte tu tens, hein Juvenal! Acertar a mega-sena sozinho!
- Ah, mas também, é uma vez na vida e outra na morte!

Três dias mais tarde Juvenal começaria a concorrer novamente.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

O primeiro porre, a gente nunca esquece.

Mas teve uma menina, que nesse dia, não se lembra nem onde nem como perdeu a virgindade.

domingo, 31 de agosto de 2008

Sentimentos animais

Amor é irresponsável. Chega quando você menos espera e bagunça toda a casa. Ele preenche todo espaço ao seu redor de alegria indescritível, e você não consegue ficar parado, tem que correr atrás dele. Mas ele pode ser traiçoeiro. De repente, ele pode virar as costas e se afastar por um bom tempo, mas você sabe que um dia ele deve voltar.
Dor é companheira fiel. Quando está triste, ela se aconchega do seu lado e parece não querer sair. Tão confortável que qualquer tentativa de se desvincilhar é respondida com garras e unhas, abrindo feridas cicatrizadas. Mas ela é independente. De repente, some de nossa vida e aparece de vez em quando, só nos espiando, de canto de olho.

Ótima escolha de nomes para um cão e uma gata.

sábado, 30 de agosto de 2008

Relações

Eu e você, você e eu
Você e ela
Eu e ela
Ela e ele

Ela
Ele
Você
Eu

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Incoerência

- Sinto muito, mas a sua consulta com o Dr. Felipe terá que ser desmarcada. Entraremos em contato agendando uma nova data.
Depois de anos de terapia, Gabriela achava que finalmente estava encontrando o seu lugar no mundo. Se sentia em paz com todos ao seu redor. Mas não estava preparada para a notícia na capa do jornal:
"Suicídio de Psiquiatra Choca a Cidade."

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Ataque

Saiu correndo da lancheria com as mãos escondidas nos bolsos de seu blusão. Concentrado, mal olhou para os dois lados ao atravessar a grande avenida, enquando se vê o farol do ônibus se afastando. No outro lado, uma menina se encontra na parada. Ele segue em sua direção.

Ao perceber a sua presença ela levanta as suas mãos.
Ele se aproxima rapidamente já com os braços abertos ..... e num abraço apertado, os dois transformam a saudade em paixão.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Super Heróis

Batman e Robin saem do motel e conversam no Batmóvel.
-Poxa, Batman, dessa vez você exagerou, botou pra quebrar. Você foi muito violento! Não sobrou nada! Parabéns!!!
-Ora, que isso menino prodígio. Não fiz tanto esforço assim.
-Mas você está todo suado. Eu vi que você deu o seu máximo, e eu adorei! Aprendi muito hoje. Pena que fiquei machucado, não consigo sentar direito.
No motel, a conversa é a seguinte:
-Pois é, Comissário Gordon. Quem diria que Batman e Robin fariam isso num motel.
-De fato. Os dois finalmente prenderam o Coringa e o Pinguim. E deram uma surra neles.
Coringa, muito ferido, susurra ao ouvido do Pinguim.
-Ao menos consegui chutar a bunda daquele pirralho... humpf...

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Era uma vez...

... Luana, que era uma pessoa comum. Um dia tudo deu errado. Acordou atrasada, caiu da cama, colocou uma roupa manchada, quebrou o salto, perdeu o ônibus, a comida veio completamente gelada, a banana estragada, ficou toda molhada com uma chuva repentina, e ainda, brigou com namorado.
Nesse conto de fadas ao avesso, imagina-se que não pode existir um final feliz.
Mas de repente, Luana deu um sorriso. Um encontro com as amigas e um novo raio de sol, simplesmente transformaram o seu dia. Nice!

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Noite a dois

Colocaram as melhores roupas, imaginando a noite que teriam pela frente. Um pequeno passeio pelo shopping, seguido por um cineminha com filme romântico e uma pipoca grande. Depois, um jantar bacana, com direito a luz de velas e um vinho pra acompanhar.
Nada como um mimo para a mãe no dia de seu aniversário.

domingo, 24 de agosto de 2008

Belo início

Acordou com um raio de sol atravessando o quarto. Sentou na cama, sorrindo: era o primeiro final de semana de suas férias. Sentia a liberdade correndo em suas veias. O que na verdade era morfina. Voltou a dormir, satisfeito.

sábado, 23 de agosto de 2008

Curiosidade

Nos faz pensar. O Brasil é um país tropical, com sol e praias aos monte. A China é uma país em que quanto mais branco melhor. Ficar no sol nem pensar. Mas no entanto, parece que todos os brasileiros foram pra lá atrás de um bronze.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Pela estrada

Deu uma de Forrest Gump: calçou os tênis e correu. Pegou a primeira rodovia federal e se mandou. Logo virou notícia e um grupo de seguidores se juntou. Depois de atravessar quatro estados, parou. Todos esperavam um pronunciamento.
- Tenho que voltar.
Tinha esquecido de deixar comida pro gato.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

"EntuBido"

Quando Lucio adoeceu entrou numa grande depressão. Nos primeiros dias relutou, e foi trabalhar mesmo estando numa gripe daquelas.

Não foi a mesma coisa.

Agora, havia piorado. Com febre, na cama, entrava num estágio quase de desespero... Ficava tentando buscar na lembrança aquele cheiro. O cheiro dela.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Saudade

Com 2 horas de atraso seu vôo finalmente aterrisa em solo brasileiro, um pouco depois do meio dia. O avião ainda taxiava na pista quando soltou o seu cinto e pegou a sua bagagem de mão. Há quanto tempo não sentia o seu calor em seus lábios, o seu sabor em sua boca... Quatro semanas fora e já não via a hora de tê-la novamente.

Alcançou o saguão do aeroporto e saiu em direção ao restaurante à sua procura.
Como das últimas vezes que retornara, ela se encontrava, disponível, pronta para matar a sua vontade!

- Tchê, me vê uma picanha no capricho!

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Dois loucos no São Pedro

-Ei, você está ouvindo isso?
-Não, sou surdo.
-Então como tu tá me respondendo se você não ouviu?
-É porque você é mudo.
-Ah, é verdade, desculpe!
-Não ouvi, pode repetir?
(silêncio........)

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Na ponta dos dedos

Guilherme acordou com o toque suave da esposa em suas costas. O banho quente abraçou seu corpo, o preparando para o dia que nascia. O pão crocante, recém saído da torradeira, matou-lhe a fome. De pé no ônibus lotado, segurando no metal frio, espremido entre todos que iam para o trabalho. Mais um dia na frente daquele teclado, seus dedos criando palavras e mais palavras. Sentiu uma leve vibração, seu celular mostrando o compromisso do dia: hora marcada com seu médico. Arrepiou-se por completo, lembrando do exame de toque.

domingo, 17 de agosto de 2008

Ensaio

Fechou os olhos. De repente não conseguia mais ver o sinal vermelho, nem o verde, nem o amarelo, nem qualquer outra cor ou coisa.
Simplesmente tudo ficou branco. Uma imensidão calma e irritantemente clara. E então, todos que chegavam perto, sofriam do mesmo mal. A claridade foi atingindo cada um dos habitantes da cidade, do estado e do país, apesar das medidas e esforços das autoridades.
Mas do mesmo modo estranho que veio, também se foi. Seja lá a causa, com certeza estava cheio de significados. Muito maior do que qualquer sentido.

sábado, 16 de agosto de 2008

Em um reino muito, muito distante

Rodrigu era um apaixonado. Sempre tratou a sua companheira como um princesa, fazendo o que estivesse ao seu alcance para satisfazer suas vontades. Mas um dia, ela decidiu que preferia ficar trancafiada na torre do que ao seu lado. Rodrigu se sentiu um bobo da corte, enquanto sua vida desmoronava tal qual um castelo de cartas.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Tentativas

Ele relutou.
Mudou o cabelo, o penteado, até o shampoo que usava.
Trocou de perfume. Fez promessas, novas juras de amor.
Mudou a alimentação. Começou a acordar cedo, freqüentando a academia. Percorreu o shopping e comprou novas roupas.

Ele mudou da água para o vinho. Ela estava sem sede.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Sem luz

Esgotadas todas as tentativas de reconciliação, Rodrigu se encerra em seu apartamento. Com o celular desligado, quieto, cansado, e envolto em pensamentos, ele senta no sofá da sala e suspira mais uma vez.

Hoje não toma banho. Hoje não almoça. Hoje não janta. Hoje não sente fome.
Hoje não sente.

Cortinas sempre fechadas, luzes apagadas dia e de noite.
E assim ficou a semana inteira, na escuridão, em silêncio e incomunicável.

Hum, mas que bela economia eu fiz, ele pensa, ao finalmente se levantar e entrar no banheiro.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

O Fim.

Banho bem tomado, muito shampoo. Cotonete, fio dental. Unhas cortadas, gel no cabelo. Um belo bochecho com Cepacol e finalmente o seu perfume preferido.
Ótimo, Rodrigu estava pronto. Depois de todos os dias negros que passou, a incerteza, insegurança, medo e tristeza, tudo estava de volta a seu lugar. Finalmente reconquistou ela.
Naquela noite, Rodrigu saiu para beber muito guaraná com os amigos, afinal ele iria dirigir, e se deu conta que na verdade nunca foi abandonado por ela. A felicidade tinha apenas dado um passeio de sua vida, fazendo ele perceber que não dependia de ninguém para ser feliz.
Hoje ele esta muito bem acompanhado apenas por amigos, e agora muito mais preparado para as aventuras que pode encontrar cada vez que colocar o pé para fora do seu apartamento.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Enganos podem gerar oportunidades

Aos poucos, o seu antigo Eu começou a voltar à memória. Tudo ficou tão claro. Não poderia perder essa oportunidade. Convocou a imprensa nacional e internacional para uma coletiva bombástica!
No mundo inteiro, repercutiu as palavras proferidas por Maradona:
"Pelé és mucho mejor que yo, entende?"

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Nossa!!!

Canhoto, pobre, míope, argentino: como eu não me dei conta antes!!
Agora aqueles saquinhos com pó branco fazem sentido.

domingo, 10 de agosto de 2008

Pode piorar?

Canhoto, pobre, míope, argentino. Este era o novo eu.
Bom, ao menos era casado com uma linda mulher. Que alívio.
As coisas não eram tão ruins quanto pareciam. Até que ela me chamou...
- Ven aqui, mi Dieguito, con sua mano de Dios!

sábado, 9 de agosto de 2008

Péssimo engano

Eu era ele! E o pior, tinha acabado de dormir com a mulher do outro. Aos poucos, fui descobrindo as características do meu novo eu. Ao escovar os dentes, percebi que era canhoto. Ao abrir a carteira, descobri que eu era pobre. Ao ler o jornal, verifiquei que eu era míope. Ao ver uma caixa de viagra ao lado da cama, deduzi que eu era brocha. Mas a pior parte foram as primeiras palavras que eu disse para a minha esposa quando ela acordou: -Buenos dias, mi amor...

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

O Engano

Acordou. Olhou pro lado e aquela não era a sua esposa. Levantou e percebeu que aquela não era a sua cama e aquele não era o seu quarto. Devo estar dormindo, enquanto procurava o banheiro naquela que não era a sua casa. Lavou bem o rosto, olhou no espelho e suspirou aliviado:
- Ufa! Esse não sou eu.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Subiu aos céus...

...assim que entrou naquele avião.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Realização

Economizou o quanto pôde, comprando somente o essencial. Privou-se de várias regalias. Ao quarenta anos, juntou todo o dinheiro que precisava para realizar o seu grande sonho: conhecer a Grécia. Foi até a concessionária mais próxima e gastou todo dinheiro que tinha num carro novo.

Já disse Oscar Wilde:
“Há duas tragédias na vida: uma a de não satisfazermos os nossos desejos, a outra a de os satisfazermos”

terça-feira, 5 de agosto de 2008

À procura do meu

Tem momentos que a vontade de entrar em um universo paralelo é enorme, mas o que de fato é a definição de paralelo?
Ao lado, lateralmente, na sequência. Fácil?
Mas o universo paralelo não está ao lado, e sim dentro, dentro de quem quer sair dos problemas, e encontrar um novo ambiente, livre de preocupações. Mas não longe de tudo e de todos que te fazem feliz, assim, fácil: paralelo!

Já dizia Nei Lisboa: "Para viajar no cosmos, não precisa de gasolina"!

(por Rê Moreira)

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Viagem...

...o Padre Baloeiro.

domingo, 3 de agosto de 2008

Extravio

Depois do vôo, havia somente duas pessoas na esteira: Marcos e uma moça. E nada das malas aparecerem. Houve um pequeno engano e que eles serão encaminhados para um hotel.
Numa suíte, deitado na banheira de hidromassagem, Marcos não está nem aí. Seu primeiro dia de férias está sendo melhor do que o esperado. No momento mais relaxante dos últimos anos, a campainha toca e ele é obrigado a vestir um roupão do hotel.
- Desculpe o imprevisto, senhor. Localizamos a sua mala.
Ao trazer a bagagem para dentro do quarto, o rapaz tropeça e abre sem querer a mala, revelando vestidos e roupas íntimas femininas. Apavorado, ele se desculpa e diz que deve ter havia outro engano e que vai devolver estas coisas para a moça. O rapaz sai todo atrapalhado e Marcos volta à banheira.
- Eu ficava tão bem naquele baby doll rosa...

sábado, 2 de agosto de 2008

Viagem

Juliana estava com as malas prontas. Metódica (como só uma virginiana consegue ser), havia feito uma lista de coisas que deveria levar. Estava tudo catalogado, organizado e arrumado.
Estava esperando esse momento a uns 4 anos. Tudo planejado, tudo estava indo conforme ela havia imaginado.
Com as malas na mão, abriu a porta. Iniciava, então, a viagem mais importante de sua vida. Deu o primeiro passo e fechou a porta, que ficava para trás. Saiu do prédio, atravessou a rua, quando chegou na outra calçada.... deu meia-volta. Entrou de volta no prédio e abriu a porta. Agora estava formada.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Sinais

Ele chegou atrasado e sentou do lado dela em silêncio, já prestando atenção no palestrante. Ela se vira para o lado e pisca discretamente. Ele levanta a sobrancelha esquerda. Dez segundos mais tarde os dois se encontram do lado de fora do auditório, aos beijos.

Perderam boa parte da palestra sobre a Lingua Brasileira de Sinais.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Segredos

Por telefone, pode ter grampo. Por e-mail, pode ter algum hacker olhando. Pessoalmente, pode ter algum jornalista. Por carta, deixa provas escritas.
Muitos estranharam quando um novo som invadiu os corredores do Congresso: batidas de tambor.

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Breaking News...

...foi depredada a redação da RBS.

terça-feira, 29 de julho de 2008

Blecaute

Em um piscar de olhos, havia escurecido. Chovia forte lá fora, e ela conseguia ouvir (e até sentir) os pingos caindo dramaticamente no chão.
Estava no computador, trabalhando no seu novo livro e batendo papo com seus amigos. Ficara por 5 minutos na frente do computador, esperando e desejando a volta da luz.
Pegou seu telefone celular, que apitara o último suspiro de bateria.
Sem rádio, sem TV, sem computador e telefone. Estava incomunicável e inconectável, perdida na silenciosa solidão da escuridão.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Três vezes ao dia

Depois da janta, Alfredo deita em sua cama para assistir os telejornais da noite. A cada intervalo, troca para outro canal de notícias até finalmente pegar no sono. Logo de manhã, sai da cama e vai buscar o jornal na porta de casa. Enquanto toma café da manhã, passa pelas principais reportagens. Ele pega seu casaco e vai para o trabalho, e no caminho ouve a sua rádio de notícias preferida.

Alfredo sempre sabe das últimas, e pode falar sobre praticamente qualquer coisa, mas na sala do cafezinho todos parecem evitá-lo.

Alfredo devora todas as notícias e não pára nem para escovar os dentes.

domingo, 27 de julho de 2008

Intelectual

Samuel era o cara mais informado da rua. Sempre que se reunia com os amigos, ele que passava a situação da economia brasileira e internacional, os jogos olímpicos, as definições políticas para as eleições do final do ano. Nada como dormir debaixo das edições mais atuais do jornais locais.

sábado, 26 de julho de 2008

Drogas

A capa do jornal de hoje estampa a seguinte notícia:

Travestis são presos em um motel no subúrbio do Rio de Janeiro com mais de 98Kg de Craque.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Espaço

Era dele somente dele,
ou pelo menos acreditava nisso.

Dias e dias correndo atrás com muito afinco.
Tendo as mais variáveis emoções vividas sob a necessidade do mesmo.

Eis que, por forças maiores que as suas,
não era mais o usuário daquele ESPAÇO

Tinha acabado de ser demitido!!!
Continuou atrás de outros que o suportassem.

(por Rafael B. Costa)

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Mudança de planos

Faltava espaço na agenda para todos aqueles compromissos.
Ontem: Casamento.
Hoje: Aniversário.
Amanhã: Jantar com os amigos.
Programação para a próxima semana: Aniversários, jantares, formaturas, futebol.

Agora, tem uma agenda nova.
Ontem: Dor.
Hoje: Sofrimento.
Amanhã: Angústia.
Programação para os próximos 70 anos: ???

quarta-feira, 23 de julho de 2008

cometa! pergunte depois

Era ontem e era quase hoje.
...
Depois da reforma ortográfica proto-guesa não sei mais.

A verdade é que estava sentado confortável em uma cadeira de plástico quiçá um ano atrás e tinha algo no céu blue dalgum mês passado... e isso é certo como rocha.
...
E foi ali que vi o cometa... meio que passando assim parado... penso ‘beleza, que viagem... essa estrela aí com facho a brilhar.’
(e nem foi desse jeito que pensei)
...
Mas tá, ainda tava lá e fiquei curioso e voltei pra dentro e abri meu congelador recém descongelado e sorri nada gélido pra ceva que abri.
...
Que curioso... um avião não anda tão devagar, uma estrela brilha e não deixa rastro
...
Outro dia vi no jornal (não nego que me congratulei)
Era cometa mesmo...foi legal
...
Essas e outras aventuras de ser simples
...
tão simples quanto o passar de um cometa

(por Paulo Silva)

terça-feira, 22 de julho de 2008

Challenger

Partiu.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Os astronautas vão pro espaço.

A espaçonave estava pronta para decolar. Eles estavam muito ansiosos, principalmente o mais velho, que nunca deixara a atmosfera.
-Nervoso?
-Sim, muito!
-Pronto para ir para o espaço?
-Espero que sim.
Na decolagem um problema nos tanques causa a grande explosão.
Todos morreram...
...e ninguém mais foi pro espaço.

domingo, 20 de julho de 2008

Perdido no espaço

Entre estrelas, luas e planetas,
voava em cima de uma estrela cadente.
Escapou de uma chuva de asteróides, e quando já estava bem próximo de Saturno... uma sirene tocou.
- Semana que vem continuamos o restante da matéria! Tenham um bom final de semana.

sábado, 19 de julho de 2008

Simpatia por el demonio

O relógio ja marcava tarde da noite. Milhares de seres hipnotizados movem-se seguindo gestos e uivos que ecoam de um altar dominado pelo uso e abuso de preto e vermelho.

Suava em bicas. Poros abertos, pupilas dilatadas, garganta seca. Não sentia mais seus pés. Sua alma já fora levada a tempos. Dentro de suas veias corria não mais sangue, mas um líquido latejante capaz de durar o pior dos venenos. O último acorde é tocado, a primeira lágrima escorre. Mãos no ar em reverência aos que rolarão feito pedras por toda a eternidade.

E foi assim que nosso anti-herói saiu, vivo (pero no mucho), do seu primeiro show dos Rolling Stones. (Bs As 21.02.06)

(por Rafa Farina)

sexta-feira, 18 de julho de 2008

O que a bebida não faz com a pessoa...

Depois de beber algumas, mas não todas, Eduardo saiu com cuidado da festa, dirigindo devagarinho pra não chamar a atenção. Respirou fundo e sentiu que as tonturas tinham passado. Próximo de casa, começa a suar frio: um policial faz um sinal pra ele encostar. Lei seca, bafômetro, e agora? O policial se encosta no lado do motorista, olha fundo nos olhos de Eduardo e diz:
- E aí? Quer beber alguma coisa? A primeira é por conta da casa!
"Devo estar completamente alucinado, um guarda oferecendo bebida!" Ficou ainda mais nervoso quando viu um pele-vermelha vindo na direção do carro, com machadinha em posição de ataque! Não esperou um instante e acelerou, precisava chegar em casa e tomar um banho gelado antes de fazer alguma besteira.
E lá fora, ninguém entrava na festa do Village People.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Estréia

Até que enfim chegou quinta-feira. Jovana ainda não havia escutado Guilherme. Ela esperava ansionamente por este momento, pois já havia se passado um mês desde que soubera da novidade.

O coração de Jovana batia forte. Tensa e agitada, só sussegara quando finalmente pode escutar, através do estetoscópio, as batidas do coração do pequeno Guilherme que se desenvolvia em seu ventre.

As batidas vitais de seu primeiro filho comporiam a música mais linda que Jovana escutaria em toda sua vida.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Descobri

Diz a história que Átila, rei dos Unos, depois de conquistar Roma teve uma conversa com o papa e ao sair do palácio abandonou a cidade. Nunca se entendeu o que teria acontecido nessa conversa. Pois eu sei....o Papa olhou fundo nos olhos de Átila, rei dos Unos, e disse:
- Átila... ado... ado... cada um no seu quadrado.
E Átila retornou para a Ásia Menor.

(por Alexander Goulart)

terça-feira, 15 de julho de 2008

CARTA DE AMOR

Foi SOMEWHERE OVER THE RAINBOW que me lembrei de ti,
então ocorreram-me MEMÓRIAS daquela discussão,
mas tenho certeza que DIAS MELHORES virão,
e quem sabe QUANDO A CHUVA PASSAR
eu estarei mais uma vez DO SEU LADO.
Posso ficar triste, mas sei que BIG GIRLS DON'T CRY.
Na verdade EU NUNCA DISSE ADEUS,
e SUDDENLY I SEE
que são DETALHES que fazem você tão especial,
e ONLY YOU me faz sentir assim.
Por isso ESTOY AQUI,
esperando que você OPEN YOUR EYES,
para que eu possa dizer mais uma vez que AMOR I LOVE YOU.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Sou eu assim sem você

Não queria saber de outra coisa
Desejava ficar ao seu lado para todo o sempre
Se sentia um avião sem asas, um queijo sem goiabada.
Contava as horas, achava que o relógio estava de mal.

Tava louco para vê-lo chegar.
Tava louco para ter o seu novo notebook na mão.
E retomar o pedaço que faltava na sua dissertação.

domingo, 13 de julho de 2008

Transformação

Era uma linda burguesinha. Infelizmente, as noites na balada não foram suficientes para gastar as calorias dos filés, croissants e sucos de maçã...

sábado, 12 de julho de 2008

A trilha da paixão

Rodrigo acorda pela manhã, junta seus livros, pega seu MP3, coloca-os nos ouvidos e liga no modo aleatório.

Rodrigo está apaixonado por Fernanda, e conta os minutos para vê-la na escola. Quando de repente, ela surge caminhando em sua direção. Rapidamente ele vai passando as musicas até chegar na música que o faz lembrar dela.

Ela parece estar em câmera lenta. E assim, por três minutos e meio, Fernanda vira a atriz principal de seu videoclipe.

(por Filipe Siqueira)

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Moça do Tempo

Mas que raio de amor é este?

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Não deu certo.

Era um casal de fanhos que se conheceram pela internet. Lá falavam todos os dias. Com certeza, já estavam apaixonados. Para ficar sério, decidiram trocar de telefone e marcar uma data para se encontrarem na frente de um cinema.

Mas não deu certo.

Tudo porque um disse dia 3 e o outro entendeu dia 6.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Se somos assim, não é por acaso.

Como nos casamentos medievais, ele estava prometido desde cedo para a dama de vermelho. Apesar de não ser imposto, era quase natural. Uma decisão para a vida inteira. Na alegria ou na tristeza, na saúde ou na doença, com chuva ou com sol, em Bagé, São Paulo ou Tóquio. Mas não. Decidiu trair a rubra prometida, e casou-se desde cedo com a mais ardente das amantes. Amante sim, pois é capaz de proporcionar os maiores gozos de uma vida inteira, mas é brutal em tempos nebulosos. Vem e vai, como se não pertencesse aos que com ela se casam. E na verdade não pertence, pois é um amor sem fronteiras, sem domínios.

Daquele dia em diante, Bob nunca mais teve certeza da vitória, mas nunca deixou de acreditar. Foi quando ganhou a sua primeira camisa do Grêmio.

(por Rafa Farina)

terça-feira, 8 de julho de 2008

Barulhos

João começou a ouvir um barulho estranho durante alguns momentos do seu dia. Ele vinha tão rápido quanto desaparecia. Uma sensação estranha, mas que a cada dia ficava mais e mais freqüente.
Achou que estava ficando louco. Era uma espécie de sininho, que vinha junto com um friozinho na barriga. Pareciam borboletas felizes dentro dele.
E era sempre quando a encontrava.

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Bentinho

Não existe emoção igual a receber uma flecha do Cupido. Mas também não há dor maior do que tê-la arrancada por quem se ama. Após sangrar um rio de lágrimas, surge uma cicatriz que divide o coração entre a esperança e o desespero.
Esperança de que pelo menos um pedaço da flecha tenha ficado para voltar a preencher o espaço.
Desespero de que não haja uma segunda flecha para trazer novas alegrias.

Mas a cicatriz continuará lá.

domingo, 6 de julho de 2008

Ironia

Após 7 anos e meio o satélite seria finalmente lançado. E qual não foi a surpresa quando uma falha no sistema de combustível faria que não somente o satélite mas também boa parte da equipe fossem para o espaço.

sábado, 5 de julho de 2008

O dia em que Deus percebeu que a fala era fundamental.

O Homem das Cavernas olha para sua companheira, faz gestos e grunhidos e em segundos estão transando.
O mesmo Homem das Cavernas olha para seu amigo, faz gestos e grunhidos e em instantes estão caçando.
Ainda, o Homem das Cavernas, olha para seu filho, faz gestos e grunhidos e iniciam uma brincadeira típica daquela era, jogar pedras uns nos outros.
Depois desse momento carinhoso resolvem, juntos, irem até o lago tomar um banho. É lá que o Homem das Cavernas começa a se afogar. Desesperadamente, faz gestos e grunhidos para seu filho que esta a margem do lago. O Garoto das Cavernas prontamente olha ao seu redor e vê um longo cipó, uma vara de bambu extremamente comprida e um colete salva vidas. Mas o que ele pega mesmo são algumas pedras que ali também estavam.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Cabelo

Cansada do mesmo, Janaína foi ao salão.
- Muda tudo!! Não aguento mais!! Não quero nem ver. Faz o que você quiser. Só por favor: muda!

Fechou os olhos e colocou seu fone de ouvido. Acabou cochilando na cadeira. Ao acordar, se olhou no espelho e deu um grito:
-Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!

Procurou Mauro, seu cabelereiro para lhe agradecer, mas não o encontrou. Saiu do salão feliz da vida, e não notou que Mauro teve uma emergência e saiu às pressas. E, por isso, nem chegou a tocar nos fios de Janaína.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Modernidade

Antes de dormir, o bom menino se ajoelhou, juntou as mãos e fechou os olhos.
- Papai do Céu...
O guri arregala os olhos ao ser interrompido por uma voz firme, que diz:
- Sua oração é muito importante para nós. Todos nossos anjos estão ocupados no momento. Favor aguardar.
Ao som de harpas, o menino caiu no sono.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Apego

Lembro de um dia da minha meninice quando parei diante do retrato da nossa família: mamãe e papai exibindo seus gêmeos com orgulho numa praia qualquer do nosso litoral. Devo ter permanecido ali algum tempo, até meu pai se aproximar, me pegar no colo e me acomodar em sua cama. Sem virar o rosto, perguntei:

- Pai, por que a mamãe foi pro céu?

Respondeu enquanto apertava forte minha mão:

- Pra não deixar teu irmãozinho sozinho lá, filho.

(por Marcelo Spalding)

terça-feira, 1 de julho de 2008

Intrigante

Sentia que ultimamente tinha faltado em desenvolver a sua filosofia e pensamento crítico.

Mas como poderia saber se ultimamente faltava em desenvolver a sua filosofia e pensamento crítico?

Voltou a lavar os pratos.

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Jesus e o Diabo

Jesus morreu e foi para o inferno.

Chegando lá, olhou para o Diabo e disse:

-Pai????

E o Diabo:

-Não! Sogra!!!

domingo, 29 de junho de 2008

A procura

Depois de mais um dia de trabalho, Julia saiu de sua loja. Sentia que havia esquecido de algo bem importante, mas não sabia o que. Apressada chegou ao seu carro e só no meio do caminho se deu conta.
Olhava para todos os lados e não a encontrava. Começou a dirigir mais rápido. Procurou até nas ruas mais altas.
Até que, entre dois prédios, ao parar na última sinaleira antes de chegar na sua casa, Julia encontrou: a mais bela lua cheia que já havia presenciado. Bem como havia sido descrita no jornal.

sábado, 28 de junho de 2008

São João

Adorava festa junina! Corria de um lado pro outro e cumprimentava todos os conhecidos. Lembranças de outros tempos lhe inundavam a memória. Mas o que ninguém sabia era que, depois de participar da quadrilha, pagava alguém pra mandar ele pra cadeia, onde ficava sentado num canto, pensando em silêncio. Saindo da festa, o político se sentia mais leve.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Passagem

Contou até três e subiu no ônibus. Olhou em volta e o banco de sempre estava vazio. Se sentou e o veículo partiu. Em meio ao barulho do motor e de gente conversando ela se perde no seu pensamento. Ela sabe que o reencontro é iminente. E se cada parada é um adiamento deste encontro, é também a certeza de que se esta chegando mais perto.

O ônibus contorna a esquina e chega a avenida. Dali ela já consegue ver um pedaço da casa antiga que frequentara quando criança. O seu coração dispara. É um estúdio de dança flamenca, que num piscar de olhos surge por completo e que noutro desaparece, ficando para trás.

Cúmplice, o cobrador lhe sorri. Ela acelera mais o ônibus. Cada volta do itinerário é um incentivo a largar aquele emprego e se dedicar ao velho sonho de criança.

quinta-feira, 26 de junho de 2008

7 anos de azar!

Se arrumando para ir na festa, acaba por derrubar um espelho e quebrá-lo.

Ha! Ha! - Bem feito! Grita a sogra. - 7 anos de azar!!!

Dito e feito. Perde o emprego, não consegue se manter nos novos por muito tempo. Engravida a namorada. Bate o carro. Seu time do coração cai pra segunda divisão. 7 anos de puro breu. Até que a sogra infarta e vai dessa pra melhor. Sorte! Nem se deu conta que exatamente nesse dia, 7 anos atrás, sua maldição tinha início, então finalmente hoje estava livre. E começou bem! Afinal a jararaca bateu as botas. Se arrumando para ir ao enterro da bruxa, derrubou um espelho que quebrou imediatamente. Não poderia ser verdade, mas foi. E o azar começou cedo, saindo de casa foi atropelado pelo carro da funerária e partiu para o encontro da sogra...

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Festa de Arromba

Bebidas. Comidinhas. Música. Dança.
Troca de olhares, beijos e telefones.
Sedução, pouca paixão e enrolação.
Mais uma noite de cama cheia, mas de coração vazio.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Vida moderna

Depois que comprou aquele pen drive, só carregava ele e a carteira consigo. Todos os documentos, papéis do trabalho, fotos, filmes, músicas, toda a sua vida amorosa, de trabalho, a diversão, tudo com ele aonde quer que ele fosse.
Infartou quando percebeu que tinha perdido o pen drive! Ficou em estado grave no hospital, até que alguém simplesmente formatou a sua vida.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Sem volta

A flecha lançada atinge o seu peito atravessando-lhe o coração. Adrenalina se espalha por todo seu corpo em milissegundos. Ele respira fundo, olha para cima, e contrariando o bom-senso, arranca o projétil com toda a sua força.

Mas ao invés de sangue é a paixão que escorre pelas suas mãos. A dor que sentia se tranforma em desejo, e o medo, em alegria. Ele se volta novamente para ela, cujas palavras proferidas agora lhe soavam como uma orquesta de cores e sentimentos.

O cupido, de longe, tocava a corda de seu arco tal qual uma harpa, e sorria orgulhoso por mais uma oportunidade que criara.

domingo, 22 de junho de 2008

Milhão (2)

Juntei o meu primeiro com 40 anos

Minha ex-mulher levou todo.

sábado, 21 de junho de 2008

Desejo

Um dia Joãozinho encontrou uma lâmpada mágica. O gênio ofereceu três pedidos, mas no calor da hora, na ansiedade que só Joãozinho sabia ter, disse que trocava todos por apenas um: seu maior sonho era ser uma estrela. Queria brilhar e chegar ao estrelato.
Plim Plim
Em um instante, se transformara numa das estrelas mais brilhantes da constelação Ursa Maior.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Diagnóstico

- Doutor, então, é muito grave?
O médico olha de novo os exames, e pensa mais um pouco.
- Conseguimos descobrir o que estava acontecendo com você e acreditamos que o senhor esteja curado.
- Mas o que era? Era muito grave? O tratamento teve algum efeito colateral?
- Puxa, eu nem sei como lhe dizer isso. Acho que nunca me preparei direito para dizer isso a um paciente...
Os olhos do ex-enfermo enchem-se de lágrimas, prevendo o pior. Aquele momento de tensão, onde só se vê o médico baixando a cabeça e respirando fundo.
- O senhor estava com pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose. Mas agora está pronto pra ir pra casa!

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Alforria

Em comemoração ao centenário da imigração dos orientais, e com tamanho frio que estava fazendo, resolveu tirar a japona do armário.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Milhão (1)

Ganhei o meu primeiro com oito anos.

Minha irmã comeu todo.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Amor à primeira vista

Um dia ouviu alguém comentando sobre ele. Deixou Maria com aquela pulga atrás da orelha, mas ela não sabia muito ao seu respeito.

Depois, o viu, de longe, quando uma amiga o apontou. Lembrou daqueles comentários, mas continuou na sua. Estava numa fase mais light. Não sabia se devia investir.

Até que, em um evento da sua livraria preferida, lá estava ele. Aos poucos foi se aproximando e deciciu:
- Hoje eu o levo, ainda mais que está pela metade do preço.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Família

Nenhum dos parentes gostava muito do seu Orestes. Pão-duro, sovina, mão-de-vaca, eram os apelidos carinhosos pro velho fazendeiro, que construiu a sua fortuna com o suor do trabalho e com suas idéias brilhantes. Quando morreu, os familiares todos se reuniram e brindaram aos gritos de "Já vai tarde!" A vaca mais gorda do pasto foi carneada e empanturrou os estômagos dos felizes foliões.
Mas o advogado foi categórico: a herança foi deixada para quem cuidasse da Mimosa, a vaca preferida do seu Orestes...

domingo, 15 de junho de 2008

Imersão

- Que belo dia! Disse o comandante do submarino.

sábado, 14 de junho de 2008

O plano foi pro buraco.

Hitler e Sadam tentavam convencer o Diabo de que eles tinham um ótimo plano para invadir o ceú. Era simples, se esconderiam em um buraco, perto do Jardim Divino e quando Deus saísse para sua caminhada matinal, eles entrariam sorrateiramente sem serem percebidos. O Diabo achou o plano fantástico. Porém, é lógico que não funcionou. Se o Diabo fosse mais cuidadoso, saberia porque.

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Cotidiano

Já acorda e corre para preparar o café
Dá uma passadinha correndo até o super
E atrasada, corre para sua aula

Corre, corre, corre

Corre para fazer o almoço e depois para levar as crianças até a escola.
Correndo aproveita para passar na livraria e comprar sua revista preferida.
Faz um lanchinho, de pé mesmo, à tarde para não perder tempo.
E corre, à noite, para não perder a novela.

Dia 31, em São Paulo, quando os repórteres perguntaram qual era o segredo para ganhar a São Silvestre, sorridente ela respondeu:
- É fácil. Eu vivo o meu trabalho 24h por dia.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Contra-senso

Ele era do contra mesmo. Votava sempre na oposição, sempre torcia pro time que estava perdendo. Em qualquer discussão, sempre batia boca, discordando do que os outros pensavam. Algumas pessoas achavam que ele era do contra por birra, outros achavam que tinha faltado apanhar quando criança. Mas todos se surpreenderam quando, no dia mais frio do ano, ele simplesmente evaporou.

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Destaque

Tudo estava em seu devido lugar, mas mesmo assim foi o decote da noiva que deu pano para manga.

terça-feira, 10 de junho de 2008

Ao amanhecer...

Roger acorda. Ainda muito sonolento, coloca a mão na cueca para dar aquela coçada básica, e para seu pavor não encontra nada...
-Meu Deus!!! Virei mulher!!!
Então ouve no rádio.
-Agasalhem-se hoje pessoal, pois é o dia mais frio do ano.
Ufa...

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Solteiro sim, sozinho jamais!

Esse era o lema de Paulo, um verdadeiro fanfarrão. Já estava atingindo seus 40 anos de idade, mas adorava que seus amigos o chamavam de "Don Juan", "Amante Latino" ou o "Terror das Menininhas".

A cada evento estava com uma mulher diferente.
Todas se derretiam por ele.
Nunca estava sem companhia.

Mas o que seus amigos (e o próprio Paulo) não conseguiam enxergar, era que seu coração estava verdadeiramente sozinho.

domingo, 8 de junho de 2008

Mudança de Hábito

Agora era sério. Tinha comprado tênis de corrida, camiseta antitranspirante, bermuda térmica. Se empolgou com a idéia de treinar para a São Silvestre e comprou GPS, monitor cardíaco e cronômetro. Conversou com o personal trainer e passou a noite preparando o percurso ideal para o seu primeiro dia de treinamento, para chegar a dezembro na ponta dos cascos.
Chuva fina, domingo, cinco da manhã: despertador toca. O tênis finalmente foi usado.
Atingiu em cheio o relógio. Não foi hoje que o asfalto frio substituiu a cama quentinha.

sábado, 7 de junho de 2008

Ausência

Sérgio chega finalmente em sua casa após um longo dia de trabalho. Ainda sem ter se desligado totalmente dos problemas na firma, ele abre as trocentas fechaduras e entra em casa acendendo a luz. A claridade o traz de volta a realidade, e só então repara que a sua sala se encontra de cabeça para baixo: almofadas atiradas pelo chão, revistas e jornais espalhados, gavetas entre-abertas com folhas e envelopes caídos por perto. O rastro de desordem seguia até o seu quarto, instaurando o caos que orgulharia o mais exigente dos físicos.

Se fazia evidente que, durante a sua ausência, alguém não estivera ali naquele dia. É, não estivera...

- Tche! Eu ainda mato esta empregada!

sexta-feira, 6 de junho de 2008

No estacionamento do shopping...

... a Fulana de longe viu uma vaga. Acelerou, fez a curva e na hora H o Ciclano tomou sua vaga. Bate-boca, gritaria, palavrões. Baixaria total em local público. Hoje, 20 anos mais tarde, estão casados. Juntos tiveram o Beltrano, que atualmente segue os passos do pai. Passa as tardes inteiras nos estacionamentos dos shoppings arrumando confusão e quem sabe em busca de uma namorada.

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Dia de cão

O despertador não toca. No meio do banho, queima o chuveiro. O microondas torra o café. A bateria do carro morre. Chegando na parada de ônibus, começa a chover. No trabalho, reunião chata, trabalho atrasado, falta de energia. Quando volta, o computador não liga mais. Volta pra casa, joga a roupa molhada na máquina de lavar roupa, que vaza água. Comendo o resto do jantar do dia anterior, na frente da TV, não acredita quando sai o resultado da loteria. Não acredita quando se lembra do bilhete no bolso da calça, na máquina. Sai pra beber. Triste, cabisbaixo, nem vê o caminhão de lixo vindo em sua direção.
Acorda com um senhor de barba branca lhe dando as boas-vindas.
- Bem-vindo, uma ova! Se era pra morrer, me matasse de manhã!

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Aconteceu na sinaleira

- Tio, me arruma uma moeda?
- Ué, por quê? A tua está estragada?

terça-feira, 3 de junho de 2008

Ataque do Coração

Sentia uma dor no peito. Suava frio.
Pediu para que a levassem. Queria desesperadamente ir ao médico.
Não entendia o porquê de tanto sofrimento.

Quando finalmente chegou, o médico fez diversos exames, e concluiu:
- essa dor, é amor!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Estratégia

-Mas presidente, porque não atacar, os chineses podem ser mais numerosos, mas nós temos muito mais técnica do que eles.
-Não sei não, tu se lembra o que aconteceu com os últimos que tentaram atacar eles.
-E o senhor se lembra o que aconteceu com os últimos que tentaram nos atacar?
-Pois é... Bom, que a sorte seja lançada.
Então Luciana olha para os dados.
-Ha Ha! 6 e 4! Menos dois exércitos para a Mongólia! Não adianta guris, eu falei que eu era muito melhor do que vocês em WAR...

domingo, 1 de junho de 2008

Apertadinho

Ele respirou fundo, se preparou psicologicamente. Ajeitou e começou a entrar delicadamente. Foi indo com calma e entrando devagarinho, mas viu que tinha ficado numa posição desfavorável. Saiu, se ajeitou de novo. Quem sabe se fosse mais rápido? Mexeu um pouco de um lado pro outro, mas no final também não deu certo.
- Amor, tu que é mais experiente, se incomoda de assumir o comando?
Ela nem pensou duas vezes. Ajeitou, e com uma gana alucinada, tudo se encaixou perfeitamente, fazendo com que ela soltasse um gritinho de satisfação.
- Eu disse que sei estacionar bem melhor que tu!

sábado, 31 de maio de 2008

Secretária Nova

- Alcoólicos Anônimos, bom dia! Com quem eu falo?

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Entrevista

-Estou vendo que sua carta de recomendações diz que o Sr. trabalhou em uma grande fazenda.
-Sim Senhor.
-Mas aqui também diz que o senhor foi pego várias vezes dormindo no horário do trabalho.
-Exatamente Senhor.
-E como você pode me explicar isso?
-É que ao final do dia, depois que os animais voltavam do pasto, o meu patrão me mandava ir contar os carneiros.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Praga de Professor

- Marcelo, como se multiplica essas duas matrizes?
- Ah, professor. Põe no computador e ele resolve pra gente.
- E se você ficar preso numa ilha deserta e precisar multiplicar duas matrizes, o que tu faz?
- Prof, isso não acontece na vida real...

Vinte anos mais tarde, os sobreviventes de uma queda de avião, entre eles, Marcelo, encontram a única tribo de índios matemáticos canibais.

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Segundos

Voava raso, mas voava longe
Estava excitado
Ia como um forasteiro
Viajando pelas nuvens

Mas o windons finalmente iniciou e do fundo de sua tela surgiram milhões de pastas, recados e afazeres.

Sem nem perceber
Já estava de volta.

terça-feira, 27 de maio de 2008

Comunidade

São duas e meia da tarde. Quatro mendigos e três flanelinhas se encontram embaixo da ponte da Azenha. Aparece um quinto. Um flanelhinha abandona seu posto na sinaleira e já chega ao local do encontro resmungando:
- Bah, reunião de condomínio é foda....

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Idade

- Maria!!! - Não consigo encontrar meu pente Maria!!!!
Gritava o cego, careca que sofria de alzheimer.

domingo, 25 de maio de 2008

Desgraça pouca é bobagem

Depois que começou a namorar a garota dos seus sonhos, Abelardo começou a ter problemas. Primeiro, quebrou a mão. Alguns meses depois, foi a perna. Assim foi indo: perna, braço, tornozelo, bacia. Quando morreu, descobriu: o seu anjo da guarda era alérgico ao perfume da moça!

sábado, 24 de maio de 2008

Alquimia

Passava todas as noites em seu laboratório no porão da sua casa. Tinha todos os equipamentos, tubos, as mais diversas substâncias e ingredientes que considerava necessários para realizar seu grande sonho. Por horas e horas a fio fazia misturas, aquecia e reaquecia suas soluções de maneira metódica.

Seria apenas uma questão de tempo para que o nosso heroi chegasse ao seu objetivo maior: uma receita de chuchu com alcachofras digna de ser apresentada pela Ana Maria Braga.

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Vapt - Vupt

Saiu do berço e foi para rua jogar bola, em seguida estava deitado na cama estudando para uma prova. Então no cinema com a namorada e saindo dali, já estava assinando a carteira de trabalho. Teve filhos, e netos, adoeceu e morreu.

Roger acabou de ter sua vida resumida em 4 linhas.

Como se a sua fosse ser muito mais longa do que isso...

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Dedicação

Passou 15 anos estudando e se aperfeiçoando em um assunto que poucos no mundo dominavam.
E passou mais 15 tentando convencer alguém que aquilo era útil.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Dúvda Cruel

El sntia qe algma cosa fltava em sua vda.
Ou então era de origem Portuguesa.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Olho Vivo

Dia das Mães. Nada mais justo do que comprar um belo presente. Ela decidira por um celular.
Bem feliz e faceira, foi até a loja.

Meia-hora depois: ainda esperando para ser atendida, olhava as opções de aparelho expostos.
Uma hora depois: sai da loja.

Ao invés do sorriso, raiva.
Ao invés do presente, seu próprio celular cancelado.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

De trás pra frente

-Saúde!

2 segundos antes...

-Atchin!!!!

domingo, 18 de maio de 2008

Epidemia

Começou com um espirro do Fernando. Dois minutos depois, os amigos dele também espirravam. Mais dois minutos, os amigos dos amigos começaram a espirrar. Em meia hora, toda a Região Sul, um pedaço de São Paulo e o Uruguai compunham uma orquestra nasal. Estava prestes a dominar a América até que um menino, no interior da Guatemala, ao ver a mãe espirrar, disse:
- Salud!

sábado, 17 de maio de 2008

Pressão

TIC TAC TAC TIC
O tempo ia passando e a PRESSÃO aumentando.

TAC TIC TIC TAC
Gotas de SUOR escorriam de seu rosto. Unhas completamente detonadas.

Todos perguntavam quando ela ia entregar.
Achavam que tinha se entregado.
Simplesmente não conseguia.

Até que.. Ufa!
Enfim um contículo!

sexta-feira, 16 de maio de 2008

1 milésimo

Apreciava a estrela no céu.
Piscou e já não estava mais lá.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Trabalho dos Sonhos

Ivandel era tão chato quanto um professor podia ser. Não se mantinha em escola nenhuma, nem os diretores agüentavam conversar com ele sem dormir. Depois de rodar por todos os colégios da cidade, um ex-aluno o convidou a trabalhar: turno da noite, turma pequena, com direito a sala exclusiva e todo material que quisesse pra desenvolver sua técnica.
Finalmente, Ivandel achou o seu lugar. É o principal funcionário na nova clínica de tratamento contra insônia.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

No Elevador

O inconfundível som de pum, e os únicos dois ocupantes se olham.
-O quê??? Não fui eu.
E o outro:
-Tá bem, mas que isso não se repita.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Contatos Imediatos

Num sítio no interior, um jovem admira a beleza do céu noturno. Subitamente, o que parecia ser uma estrela começa a mexer e surge como uma grande astronave para espanto do rapaz. Uma escotilha se abre lentamente, aquela névoa densa sai vagarosamente.
- Elvis?!?
- Pegamos este aqui tentando fugir.
E levanta vôo novamente, deixando para trás um padre.

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Recompensa

Esse papai é esforçado. Ele dá o sangue pelo filhinho dele. Conseguiu um segundo trabalho após o nascimento do guri. Disse que é pra mamãe ficar em casa o dia inteiro só para cuidar do garoto, era ele agora quem iria trazer todo o dinheiro para casa. Deixou de fazer viagens e compras extravagantes só para abrir uma conta para o recém nascido para que ele possa fazer uma boa faculdade. Não vai mais aos jogos, peladas nem pensar, só para passar o tempo livre com seu pequeno herdeiro. E como ele é recompensado?

Ele pega o filho no colo e escuta o garoto balbuciar suas primeiras palavras: -Mamãe...

domingo, 11 de maio de 2008

O dom da escrita

Começou escrevendo minicontos. Os amigos adoraram e ele partiu pros contos. Um jornalista viu e chamou ele pra ser colunista. Virou a coluna mais comentada de todo o jornal. Uma editora pagou uma pequena fortuna por um livro. Na segunda semana, já era o best-seller nacional. Traduzido para 50 línguas depois de 3 meses, foi vencedor unânime do Nobel de Literatura.
Mas o discurso de aceitação foi uma merda.

sábado, 10 de maio de 2008

Medo de Voar

Ding - Dong: "Atenção, senhores passageiros: por favor, apertem os cintos, pois vamos passar por um período de turbulência."
O cinto está apertado, terço na mão direita, trevo de 4 folhas na esquerda, fralda geriátrica. Todos a postos.
Mas um certo alívio, pois o passageiro nota que a turbulência sequer chegou a acontecer.
Então, senta ao seu lado a moça mais bela do avião.
O cinto está apertado, terço na mão direita, trevo de 4 folhas na esquerda, fralda geriátrica. Todos a postos.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Sinistro

Simplesmente acordou um dia e tinha virado canhoto. Nunca mais fez nada direito.

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Reunião

E por fim, soa a décima segunda badalada. Meia noite.
Todos estão reunidos: o Drácula, o Lobisomem, o Frankenstein, entre outros. Exceto a Múmia.
-Quem era pra ter avisado o local do encontro para a Múmia? Pergunta Drácula.E todos olham para a Mula-sem-Cabeça.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Concorrência Desleal

E lá se foi a fada dos dentes, num carro-forte, pra casa do filho do dentista.

terça-feira, 6 de maio de 2008

Filha nota dez!

- Mãe! Mãe! Grita a menina, de 15 anos, correndo porta a dentro...
- O quê foi? Responde a mãe.
- Passei no teste!!! Passei no teste!!! Diz a jovem, emocionada.
- Verdade?! Que maravilha, minha filha! Que teste?
E a filha: - O de gravidez!!!

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Calamidade pública

Temporal, inundação, furacão. A cidade enfrenta o despreparo da população, das autoridades. O caos governa a cidade. Eis que surge Betão, o bombeiro: retira galhos do meio da rua, limpa os bueiros, salva os inundados e até tira gatos de cima de árvores. É aclamado herói em cada rua em que passa. Recebe abraços e agradecimentos, e percebe os olhos das pessoas se encherem de esperança.
Apenas sua esposa está infeliz: enfrenta a falta de energia à noite.

domingo, 4 de maio de 2008

Informação incompleta

O sujeito entra na sala e ou ouve o rádio anunciando:
-... e na noite passada menos um em São José dos Ausentes...
Intrigado, ele pensa: - Quem será que morreu???

sábado, 3 de maio de 2008

Karma

Morava numa fazendinha com uns parentes até serem expulsos daquele pedaço de terra na época do plantio. Na favela, o barraco pegou fogo por causa de uma tentativa inútil de se manter aquecido no inverno. Debaixo da ponte, só durou até a primeira chuva mais forte do outono, quando a água do riacho transbordou.
Chegou à conclusão que só podia ser perseguição de Deus e resolveu ser padre, pra comprovar o seu arrependimento e pedir perdão todos os dias diretamente a Ele. A vida melhorava, tudo dava certo.
Resolveu mostrar ao mundo que a transformação para uma vida abençoada era possível. E lá se foi o padre pelo ar.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Ponto de vista

Roger, se vendo muito doente, vai até a dispensa e procura por um remédio. Tudo o que encontra é um pequeno frasco com uma caveira em seu rótulo.
Sentindo muita dor, Roger fecha os olhos e bebe o conteúdo do frasco.

Roger não sente mais dor.

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Duas faces de um crime

Havia sangue no chão. Toda aquela carne, ali, exposta.
- Mas o cheiro é inigualável, dizia o vegetariano, resignado, na churrascaria.

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Rivalidade

Pedro e Zeca eram super amigos, mas também eram rivais em tudo.
Se um ia num lugar, o outro dava um jeito de ir também.
Quando Pedro comprava uma coisa, lá ia Zeca e fazia questão de comprar outra igual ou melhor.
Foi assim a vida inteira.
Se Zeca fazia aniversário e João não poderia comparecer, no aniversário de João, Zeca arranjava um compromisso e igualmente não se fazia presente.
Ainda assim era uma disputa saudável.
Mas, pelo infortúnio da vida, Zeca morreu num acidente gravíssimo entre uma carroça e uma bicicleta... Muito triste. Quando todos já estavam prontos para ir no enterro, a esposa de João olhou para ele ainda de pijama e perguntou:
-Pedro? Você não vai no enterro do Zeca?
E Pedro diz: -Eu não, ele não vai ir no meu.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Vida de Artista

O menino acaba de fazer seu show no sinal e se aproxima do primeiro carro, com vidros escuros e som alto. O vidro se abre e aparece um palhaço, que diz:
- Não ajudo a concorrência.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Futebol

O árbitro trila o apito. É a final do campeonato. O coração do fanático torcedor poucas vezes batera com tanta emoção. Talvez apenas no seu casamento, no nascimento do primeiro filho, pois no segundo não estava nem no hospital, e no enterro da sogra.
Dentro dos próximos 90 minutos, apenas duas possibilidades: Ou estará na avenida mais popular da cidade, enchendo a cara de felicidade, ou estará sentado em casa, enchendo a cara e xingando a mãe do técnico.
Neste conto, o resultado final não nos importa, mas apenas saber que esse empolgado torcedor, todos os anos, reúne as esperanças de ter seu time campeão do grande torneio.


É claro que só se o técnico do seu amado time não for Celso Roth.

domingo, 27 de abril de 2008

Salvação

Cansado da vida, procurou auxílio da Mãe Cecília de Oxum:
- Nunca mais quero ser passado pra trás!
Numa encruzilhada, um tamanduá com a língua cheia de nós, mais uma lista de ingredientes bizarros. Por incrível que pareça, o mais difícil foi encontrar cola pra isopor, que não tinha na loja especializada em macumba.
Numa noite sem lua, um cruzamento mal-iluminado, vestido todo de preto, pulando num pé só, gritava:
- Na casa do Senhor, não existe Satanás. Xô, Satanás!
Empolgado, sentia uma energia revigorante tomando conta de seu corpo. Nem percebeu o ônibus, que passou por cima.

sábado, 26 de abril de 2008

Rotina

Todos os dias, o despertador de Ana toca as 6:38 em ponto, e todos os dias, Ana aperta o soneca em busca de mais 5 minutos de cama.
Todos os dias, Ana entra no chuveiro com o rádio ligado, e todos os dias, Ana escuta a previsão do tempo enquanto toma banho.
Todos os dias, o pão de Ana queima na torradeira, e todos os dias, Ana toma uma xícara de cafá ao chegar no serviço.
Todos os dias, Ana trabalha na frente de um computador durante 8 horas e 48 minutos, e todos os dias, Ana almoça no restaurante da esquina.
Todos os dias, Ana vai para a faculdade no turno da noite, e todos os dias, Ana volta pra casa de ônibus.
Todos os dias, Ana promete que vai dormir às 23:45, e todos os dias, Ana dorme às 01:37.

Todos os dias...

...exceto sábados domingos e feriados.

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Honrar Pai e Mãe

- Tomai, todos, e comei, este é meu corpo.
Choravam as crianças famintas, despedindo-se do pai canibal.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Futuro

Então, a Tia gorda, que sempre fedia a suor, pergunta:
-O que tu vai ser quando crescer, meu lindinho?

E o garoto esguio e sorridente responde sem pestanejar.
-Arquiteto! (*substitua sua profissão aqui*)

Anos mais tarde, durante a madrugada, exausto, fazendo um trabalho para uma cadeira do curso escolhido, o mesmo garoto, já não tão esguio, quanto mais sorridente, resmunga:

-Onde eu andava com a cabeça...

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Visita

É Carlinhos, o Futuro chegou.
Vá correndo arrumar o teu quarto antes que ele o veja!

terça-feira, 22 de abril de 2008

O fim

Encontraram o corpo caído na frente do edifício, a janela do 10° andar quebrada. Quem reconheceu foi o balconista da padaria, que atendia o executivo todos os dias:
- Ele sempre pedia o mesmo café da manhã. Mas hoje o padeiro faltou e eu falei pra ele: 'pode ser um croissant? O sonho acabou.'

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Era uma vez em 73...

-Frederico?
-Presente, professora!

-Ivone?
-Presente, professora!

-Laurinda?
-Presente, professora!

-Manoel?
-Presente, professora!

-Roger?
-Aqui, sora!!!

Todos voltam sua atenção para Roger.
Eis aí um garoto a frente de seu tempo.

domingo, 20 de abril de 2008

Brincadeira

E as crianças - entre filhos, sobrinhos, amiguinhos e vizinhos - corriam pela sala se divertindo a valer. Elas pulavam de um sofá para outro, rolavam pelo tapete, davam risada. Seu Ademar as observava sentado em sua poltrona, até que não conseguiu mais resistir a tanta energia e alegria:

- Gurizada! Estão se divertindo?!?!
- SIMMMMMMMMMMMMM!! Gritaram todos.
- Querem se divertir ainda mais!?!?
- SIMMMMMMMMMMMMM!!
- Vamos brincar de esconde-esconde?!
- VAMOOOOOOOOOOOOOO!!!
- Está bem. Eu vou fechar meus olhos e contar até 20. Quem eu encontrar é a mulher do padre, hein!! ... Começou! 20! 19! 18!...

E foi aquela correria doida novamente por alguns poucos segundos ... até que o silêncio completo se fez. Seu Ademar gritou "Lá vou eu!!" e sentou na poltrona novamente. Quinze minutos de sossego garantidos.

sábado, 19 de abril de 2008

Tabu

A primeira vez foi 2 dias depois do aniversário. Num jogo com os amigos, correndo atrás da bola, rompeu os ligamentos. A segunda vez foi no dia do aniversário, no ano seguinte. Numa dividida, quebrou o pé. A terceira vez não aconteceu porque ele não jogou o mês inteiro. Só pra garantir...
Esse ano, ele estava decidido. Não ia ficar sem jogar por causa de uma coincidência infeliz. Confirmou sua presença na pelada. Nunca jogou tão mal. Não dividiu uma bola sequer, não deu uma corrida. Parecia uma árvore, plantado no meio da quadra.
Foi uma goleada impressionante, os companheiros de time xingavam. Mas ele saiu como vencedor! A alegria ao chegar em casa só não foi maior porque, no caminho até a geladeira, tropeçou no seu gato e torceu o pé.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

04-08-15-16-23-42

Rádio: E os números sorteados para a Mega-Sena acumulada são:
Olhos: Fixos em um bilhete que mostra os números 04-08-15-16-23-42
Rádio: 04...
Ouvidos: Atentos ao rádio.
Rádio: ...e 42!!! Parabéns ao vencedor!!!
Lado esquerdo do cérebro: Estou rico!!!
Lado direito do cérebro: Estou rico!!!
Lado esquerdo do cérebro: Rico!!!
Boca: Ai ai...
Olhos fechados: Flashes da família, dos amigos, do emprego que tanto gosta...
Mão esquerda e mão direita: Juntas, rasgam o bilhete.
Boca: Dane-se...

E tudo volta ao normal.

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Segunda-feira

O dia começara como qualquer outro início de semana.
Ela preparava o café. Ele estava na cama.
Ela torrava o pão. Ele, na cama.
Ela, com a faca. Ele, com sangue.

RING RING
Toca o despertador. Ela acorda assustada, olha para os dois lados, vê uma faca em uma mão e penas na outra. Solta um grito desesperado.

Ele, seu travesseiro, estava todo despedaçado.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Fidelidade

- Tarcísio, tu tá com outra...eu sei...
- Que isto, Maria Clara? De onde tiraste esta história maluca?
- É a folgada, né? Aquela da academia?
- O quê? Aquela fedida? Tá doida...
- Ah, então... então é a italiana, né? Diz que é a italiana?! É ela, né?
- Olha, para ser sincero, eu até pensei na italiana, ok? Mas não estou com ela.
- É, pelo menos tu tens coragem de admitir.
- Amor, eu não estou com outra e não sei por que a dúvida...
- Ah é mesmo? Não estas com outra, é!? Então prova! Prova, vai!

Tarcísio estaciona o carro onde pôde e levanta a barra da calça.

- Viu, Maria Clara? Não é ESTA a meia que tinhamos combinado de eu ir na formatura?
- Sim, é ela! Que linda! Ai, amor, te amo tanto!!!

terça-feira, 15 de abril de 2008

Quebra de Decoro

Não sabia como alguém havia descoberto todas as suas tramóias, seus esquemas e desvios de dinheiro. E a chantagem: ou renuncia, ou vai tudo pros jornais e TVs. Tudo registrado com fotos e documentos, enviados por email pelo 'Vigilante Noturno'! Nenhuma possibilidade de comprar o desgraçado, como ele próprio havia sido comprado tempos atrás. Desde então não conseguia dormir direito.

- Por motivos particulares, peço minha renúncia ao Senado. Nada mais tenho a declarar!

A dúvida seria eterna: Quem é o 'Vigilante Noturno'?
Mas havia duas coisas que ele nem imaginava: que era sonâmbulo, e que sonâmbulos sabem mandar emails.
Mas as suas noites voltaram a ser tranquilas.

segunda-feira, 14 de abril de 2008

Um drink a mais...

Roger abre os olhos, a escuridão o cega. É o meio da noite. O odor é familiar, e a sensação de que não estava sozinho na cama se confirma quando sua mão encontra um singelo corpo. Tudo estaria perfeito, não fosse o fato de Roger ser solteiro.

Ora, pode ter sido uma noite de sorte, muita sorte, afinal não se lembra o que aconteceu horas antes, logo após o quinto copo de martini.

Percebendo estar nu, se levanta tateando a parede em busca do interruptor, mas devido à escuridão, acaba por chutar um objeto de metal que reconheceu como sendo uma vasilha. Finalmente encontra a luz, e, com dificuldade devido a repentina claridade, identifica o objeto. Um pinico. Então olha para a cama e exclama: “Vovó Clotilde!!!”

domingo, 13 de abril de 2008

Nova chance

A direção virou subitamente para a esquerda. Tentei tr