sábado, 13 de dezembro de 2008

De olho no horizonte

Precisava se desestressar. Botou os tênis, pegou o mp3 player e saiu. Na primeira esquina, deixou pra trás o amassado do carro. Quinhentos metros adiante, a conta do celular se deu por vencida e logo mais foi a vez do cartão de crédito. Meia hora depois, o chefe e a ex-namorada já não acompanhavam mais o pique. Finalmente, era só ele, o suor e a música, com o futuro mostrando a cara a cada curva.

4 comentários:

Carlinha Link disse...

Mto bom! Se vc procurar algumas campanhas um pouquinho mais antigas (coisa de até 5 anos atrás) de tênis de corridas, vc verá justamente esse tema.

bjos

Kroeff disse...

Afudê

Maria Helena disse...

muito bala....
tia Mary

Rafael Souza disse...

Vodka ou cerveja funcionam melhor e mais rápido! Vai por mim... =P