terça-feira, 4 de novembro de 2008

Recordações

É como se você estivesse sentado na poltrona de um ônibus, e olhasse através da janela, vendo a paisagem passar. Restam apenas lembranças, como se fossem fotos. Assim são as recordações do passado. E assim aconteceu com o Sr. Gilbertino "O Pipoqueiro".
Na década de 20, ele estava parado ao lado da sua carrocinha, quando um jovem rapaz árabe pediu para tirar uma foto com seu "lambe-lambe".
Ao clicar do botão, uma explosão, e este foi o primeiro atentado suicida que se teve notícias.
Ele reinvindicava contra os altos valores da pipoca daquela época.
Gilbertino, milagrosamente, não morreu, mas perdeu a visão.
Tudo o que sobrou foi uma foto na sua lembraça, de um árabe explodindo.
Que irônico, pra uma pessoa que viu durante muitos anos pipocas explodirem...

2 comentários:

Guto L.F. disse...

Epetáculo! Bem criativo! \o/
Seriam mesmo pelos os altos preços da pipoca da época, ou seria um grito de socorro para que se colocassem mais leite condensado sobre as mesmas. Eu mesmo me pego refletindo sobre isso...

Mi Wendling disse...

Gostei, Marcus!! Bjs