domingo, 30 de novembro de 2008

Harakiri

Ao ver aquela menina passar pela sua frente, Hiroshi sentiu seu sangue ferver e pegou o primeiro papel que viu na sua frente. Dobrou, dobrou e dobrou, era a mulher dos seus sonhos. Ao ver aquele coração de papel, Carolina sentiu seu sangue ferver e pegou o presente do menino. Desdobrou, desdobrou e desdobrou, era a propaganda do apartamento dos seus sonhos.

Um comentário:

Lili disse...

Qualquer semelhança é mera coincidÊncia!!!