terça-feira, 11 de novembro de 2008

Lei Seca

O carro chegou. Começou a sonhar que estava dirigindo. Parou de beber. Começou a prestar mais atenção no trânsito. Aprende certo com cada erro cometido pelo pai. Freqüenta as aulas teóricas, contribuindo com exemplos engraçados, perguntas imprevisíveis e conta os minutos para, finalmente, ensinar seu pai a tratar melhor o carro da família.

(por Rossana Mativi)

10 comentários:

Lili disse...

Fui eu quem fiz!!! Nem acredito!!!
Hahahahaha!!!

Guto L.F. disse...

hauehuahe! otimo conto! \o/

Cristina disse...

Mas ah! é isso ai, começando mto bem!

márcia disse...

Ai meu Deusssssssss, cuidado redobrado no trânsito, ai vem ela heimmm...

Rossana disse...

Te inspirou no teu momento né...! Muito bem, "véia". Ainda, contribuiu com a Lei Seca, bel estréia.

Coisa disse...

A autora está de parabéns mesmo. Deu um baita exemplo (Lei Seca) e de quebra ampliou a consciência familiar sobre o uso do automóvel.
Um Beijo.

Gustavo disse...

Bem legal!
Bota bronca nessa porcaria de trânsito!
(mas não cola a mão na buzina, pora favor!)

Patricia disse...

Ro!!!

Muito bem, muito bem, mocinha!! tá provado que tu tomou juízo!!!eu não!!!! HEHEHEHE

adorei teu conto!!!

haha
beijo meu e do Dani....até!!!

Shayene disse...

Lindohhhh.... muito triiii!!! adorei!!

Devanir disse...

Muito bom, um conto que só quem não deve ter gostado foi teu pai.

Começou nesse estilo hai kai(ou coice de porco zen), como diria uma amigo. Agora é só alçar para contos mais longos.

Mas tu mudou mesmo, Roxy???

Bejios do teu amigo!

Devanir