sábado, 5 de julho de 2008

O dia em que Deus percebeu que a fala era fundamental.

O Homem das Cavernas olha para sua companheira, faz gestos e grunhidos e em segundos estão transando.
O mesmo Homem das Cavernas olha para seu amigo, faz gestos e grunhidos e em instantes estão caçando.
Ainda, o Homem das Cavernas, olha para seu filho, faz gestos e grunhidos e iniciam uma brincadeira típica daquela era, jogar pedras uns nos outros.
Depois desse momento carinhoso resolvem, juntos, irem até o lago tomar um banho. É lá que o Homem das Cavernas começa a se afogar. Desesperadamente, faz gestos e grunhidos para seu filho que esta a margem do lago. O Garoto das Cavernas prontamente olha ao seu redor e vê um longo cipó, uma vara de bambu extremamente comprida e um colete salva vidas. Mas o que ele pega mesmo são algumas pedras que ali também estavam.

2 comentários:

Rossana disse...

Hhahaahahahahah!!! Marcus... Pra mim, elejo um dos melhores que tu já postou aqui!!! Adorei!!!

Carlinha Link disse...

aahahha
mto bom. Achei bem do estilo do guigo. ate achei que era dele.. q engraçado.
bj