quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Comer, Rezar e Amar

Lis chorava todas as noites em seu banheiro. Apesar de ter tudo, não estava feliz. Não se sentia feliz. Tinha aquela angústia no peito, que criava uma vontade enlouquecedora de sair correndo, deixando tudo (T-U-D-O) para trás. Até que tomou coragem e se permitiu um ano de vida. De autoconhecimento. De busca da paz interior.

Aproveitou as saborosas refeições na Itália, se dedicou à meditação na Índia, e, por último, se permitiu amar na Indonésia.O seu escape foi a viagem. Mas, na verdade, tudo isso poderia ter acontecido em qualquer lugar do mundo. Porque Lis descobriu que o poder da felicidade estava dentro dela mesma.

2 comentários:

Rê Moreira disse...

Muito legal..e pura verdade.
Empresta pra mim em março?
Tenho dois pra ler já! hihihi

Carlinha Link disse...

Claro, eu empresto sim!
Já vou deixar agendado a locação para março! hihiih